Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

15 de julho de 2024

Implantação de barreiras eletrônicas nas rodovias aumentou nove vezes


Por Mariana Czerwonka Publicado 14/12/2014 às 02h00 Atualizado 08/11/2022 às 22h59
Ouvir: 00:00

Radar em rodoviasO número de equipamentos eletrônicos para controle de velocidade aumentou em nove vezes nas rodovias federais administradas pelo Dnit, Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito. Hoje, são quase 2 mil e 700 controladores de avanço de sinal e de lombadas eletrônicas nas estradas. Em 2009, quando começou o Programa Nacional de Controle Eletrônico de Velocidade, eram pouco mais de 300 equipamentos.

De acordo com o Dnit, de janeiro a abril de 2012 aconteceram 2 mil e 400 acidentes a menos que no mesmo período de 2011. A redução de mortes foi de 5%. A queda no número de acidentes foi mais expressiva em Goiás e em Minas Gerais. Na época, esses dois estados tinham o maior número de fiscalizadores eletrônicos em rodovias federais.

A instalação dos equipamentos é gradativa, ou seja, a cada ano, mais lombadas e controladores nos semáforos são colocados nas rodovias. Até o ano que vem, serão cerca de 3 mil e 300 fiscalizadores eletrônicos.

O custo do Programa de Controle de Velocidade é de R$ 773 milhões, os recursos são do Programa de Aceleração do Crescimento, o Pac.

Com informações da Agência Brasil

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *