Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

03 de março de 2024

É possível fazer financiamento de carro elétrico no Brasil?

Já é possível fazer financiamento de carro elétrico no Brasil? Veja a resposta.


Por Pauline Machado Publicado 12/04/2023 às 13h30
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Financiamento carro elétrico
As vendas de carros elétricos está em alta no Brasil. Foto: Depositphotos

As vendas de carros elétricos está em alta no Brasil. No entanto, para quem quer ou para aqueles que a única opção para a compra seja por meio de financiamento, já é possível fazer financiamento de carro elétrico no Brasil?

Para responder essas e outras questões voltadas à aquisição por financiamento de veículos elétricos, conversamos, com exclusividade com Márcio Severine – Associação Brasileira de Veículos Elétricos – ABVE/Conselheiro e Diretor de Infraestrutura e Pontoon/Diretor de Compras, Relações Institucionais e Inovação.

Acompanhe!

Portal do Trânsito – O que diz a legislação sobre a compra de veículo elétrico por financiamento?

Márcio Severine
Márcio Severine é da Associação Brasileira de Veículos Elétricos – ABVE/Conselheiro e Diretor de Infraestrutura e Pontoon/Diretor de Compras, Relações Institucionais e Inovação. Foto: Arquivo Pessoal.

Márcio Severine  – Atualmente, não existe nenhuma legislação específica de incentivo para o financiamento de veículos elétricos no Brasil. Por iniciativa própria alguns bancos têm oferecido para seus clientes, pessoas físicas e jurídicas, condições especiais de financiamento para aquisição de veículos eletrificados bateria e híbridos.

As condições de financiamento variam de acordo com a instituição financeira. Dessa forma, sendo possível financiar até 100% do valor do automóvel, com parcelamento de dois a 60 meses.

Portal do Trânsito – Quais são as diferenças entre cada um deles?

Márcio Severine  – Basicamente o mercado conta com dois tipos de financiamento que se aplicam tanto para veículos elétricos (VE) quanto para veículos a combustão interna (ICE). Neles, o crédito é concedido por uma instituição financeira para aquisição do veículo e o cliente faz o pagamento de parcelas mensais para quitar a dívida.

Os contratos de financiamento podem ser:

  • Contrato de Crédito Direto ao Consumidor (CDC): em que o cliente obtém a posse do automóvel de início. No entanto, não pode vendê-lo antes de todas as prestações serem quitadas;
  • Contrato de Leasing: em que o bem fica registrado em nome da instituição financeira até o término do pagamento das parcelas.

Para se obter o financiamento, o interessado deve atender alguns requisitos definidos pelas instituições, tais como comprovar renda, ter 20 anos ou mais etc.

Portal do Trânsito – De que modo os interessados podem comprar um veículo elétrico à prestação?

Márcio Severine  – Outra forma muito utilizada para aquisição de um veículo, seja elétrico ou a combustão, é o modelo de Consórcio. Este pode ser utilizado por pessoas físicas e jurídicas para aquisição de um bem.

No modelo de consórcio é cobrada uma taxa de administração e o cliente passa a ter posse do bem, após quitar todas as parcelas.

Portal do Trânsito – Geralmente qual percentual do valor total as instituições financeiras financiam?

Márcio Severine  – As condições de financiamento variam de acordo com a instituição financeira, sendo possível financiar até 100% do valor do automóvel, com parcelamento de 2 a 60 meses.

Portal do Trânsito – Quem fiscaliza a idoneidade dos contratos – se abusivos ou não, dos financiamentos de carros elétricos?

Márcio Severine  – Os empréstimos bancários são fiscalizados e regulados por diversos órgãos e entidades governamentais, além de seguirem os processos internos de governança dos bancos.

Convém ressaltar que os consumidores têm direitos e proteções garantidos por lei. Dentre as quais o direito a informação clara e exata sobre a condição do empréstimo a se tomar.

Existem diferentes entidades que fornecem crédito para o financiamento de veículos, com diferentes condições e prazos. Dessa forma, garante-se a livre concorrência e a competitividade de preços de mercado na hora de fazer um financiamento.

Quanto aos preços do produto a ser adquirido, além da diversidade de opções de modelos e marcas, os preços são divulgados ao público, o que possibilita fazer uma ampla pesquisa de mercado, antes da aquisição do bem.

Portal do Trânsito – A que cuidados no contrato os interessados em financiar a compra de um carro elétrico devem ficar atentos para evitar problemas na referida aquisição?

Márcio Severine  – Além da escolha do modelo que mais lhe atende, o cliente deve ter bem claro as condições do financiamento. Além disso, ter certeza que poderá arcar com o pagamento das parcelas com uma certa tranquilidade, a fim de evitar a inadimplência e perda do bem.

Portal do Trânsito – Existe alguma diferença entre o processo de financiamento da compra de um carro elétrico e o processo de compra de um carro à combustão, também por financiamento?

Márcio Severine  – Não existe nenhum incentivo ou qualquer diferença nos tipos de financiamento para a aquisição de um veículo elétrico ou um veículo a combustão. Utiliza-se as mesmas ferramentas disponíveis no mercado.

Dentro das ofertas de crédito disponíveis no mercado, posso destacar o crédito oferecido pelo BNB para empresas que que pretendam financiar projetos sustentáveis de energia renovável e não poluentes. Dentre estes, enquadram-se projetos com veículos elétricos.

Portal do Trânsito – Por fim, pensando no momento atual da economia brasileira, qual é a melhor opção de compra de carros elétricos para o consumidor?

Márcio Severine  – Na minha opinião caberá ao consumidor escolher entre as tecnologias de eletrificação disponíveis a que melhor atende as suas necessidades de uso.

As tecnologias de eletrificação disponíveis no mercado são:

  • BEV (Battery Electric Vehicle):  tração por Bateria+ Motor Elétrico
  • HEV (Hybrid Electric Vehicle): tração por Bateria + Motor Elétrico + Motor a combustão, sendo que bateria não requer recarga externa.
  • PHEV (Plug-in Hybrid Electric Vehicle): tração por Bateria + Motor Elétrico + Motor a combustão, sendo que bateria requer recarga externa;
  •  FCEV (Fuel Cell Electric Vehicle): tração por Hidrogênio Comprimido + Motor Elétrico.

Por exemplo, num primeiro momento as frotas de veículos se beneficiarão dos veículos elétricos, pois não precisam depender de carregamento público.

É importante lembrar que é possível recarregar os veículos elétricos na própria residência do usuário.

Cabe ressaltar, além disso, que  a oferta pública de carregadores tem dobrado nos últimos anos. Isso quer dizer, se tornou lugar comum encontrar carregadores nos pontos comerciais, restaurantes, shoppings, hotéis e estacionamentos.  Destaco, ainda, que carregadores rápidos estão sendo instalados em diversos pontos de recarga.

Essas iniciativas contribuem para reduzir o maior “medo” do usuário de um veículo elétrico que é a falta de “combustível” (energia).

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *