Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

22 de fevereiro de 2024

Vias arteriais de BH passarão a contar com faixas exclusivas para ônibus

Norma busca trazer fluidez ao trânsito, assegurando mais agilidade e conforto no transporte coletivo.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 22/03/2023 às 18h00
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Em Belo Horizonte (BH), as vias arteriais passarão a contar com faixa exclusiva para ônibus. É o que determina a Lei 11.461, publicada no Diário Oficial do Município (DOM) da última terça-feira (21/03). A lei foi originária de projeto de iniciativa parlamentar, assinado por Gabriel (sem partido) e mais 18 vereadores.

O objetivo da norma é garantir mais fluidez ao transporte público, trazendo agilidade às viagens e conforto aos usuários. Segundo a nova lei, a implantação das faixas poderá ser reversível, desde que respeitada a exclusividade para a circulação de ônibus nos horários de pico. No tocante às vias arteriais situadas dentro da Avenida do Contorno, a norma estabelece que elas serão objeto de estudo e análise específica. Ou seja, irá considerar todo o contexto de mobilidade urbana, não limitado ao tráfego de veículos automotivos. 

A nova lei integra o pacote de medidas proposto pela Câmara com vistas a garantir a qualificação da mobilidade urbana em Belo Horizonte. Dessa forma, favorecendo o transporte público e assegurando sua modernização.

De acordo com os autores do projeto, as faixas exclusivas são soluções comprovadamente eficazes para a redução do tempo de viagem no transporte coletivo, meio utilizado com mais frequência pelos trabalhadores da Capital. 

Vias arteriais

De acordo com classificação do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a via arterial é “aquela caracterizada por interseções em nível, geralmente controlada por semáforo, com acessibilidade aos lotes lindeiros e às vias secundárias e locais, possibilitando o trânsito entre as regiões da cidade”. Marcadas por terem um volume mais significativo de tráfego, são utilizadas nos deslocamentos urbanos de maior distância. São exemplos aquelas avenidas que ligam as diferentes regiões da cidade. 

Além de Gabriel, assinam o projeto que deu origem à lei os vereadores Cláudio do Mundo Novo (PSD); Cleiton Xavier (PMN); Dr. Célio Frois (PSC); Fernanda Pereira Altoé (Novo); Flávia Borja (PP); Helinho da Farmácia (PSD); Irlan Melo (Patri); Jorge Santos (Republicanos); Marilda Portela (Cidadania); Miltinho CGE (PDT); Pedro Patrus (PT); Reinaldo Gomes Preto Sacolão (MDB); e Wilsinho da Tabu (PP), bem como o ex-vereador Léo. 

As informações são da Superintendência de Comunicação Institucional 

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *