Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

25 de junho de 2024

Como funciona a caixa de direção e os cuidados na hora da manutenção


Por Assessoria de Imprensa Publicado 19/12/2021 às 16h30 Atualizado 08/11/2022 às 21h17
Ouvir: 00:00

Saiba também quais são as diferenças entre direção elétrica e hidráulica e sinais de desgaste na caixa de direção.

Com a função de transmitir o movimento do volante às rodas, a caixa de direção define uma trajetória segura ao volante. Existem dois tipos de caixa de direção – modelo setor e rosca sem fim, geralmente, usada em veículos antigos e alguns modelos de pesados, e outra do tipo pinhão e cremalheira, mais utilizada nos automóveis atuais e, mais leve e compacta, segundo informa Eduardo Guimarães, técnico da Nakata.

O profissional ressalta ainda que a folga pode trazer ruídos, além de imprecisão de demora na reposta do volante.

 “Ao virar o volante o movimento é transferido para a caixa de direção por meio da coluna, assim, a rotação é convertida e transferida para os braços, que controlam o posicionamento das rodas”, explica Guimarães.

Ele lembra também que a caixa de direção pode contar com assistência, que pode ser hidráulica ou elétrica.

“Na assistência hidráulica tem um sistema que é tocado pelo motor, ou seja, há uma correia no motor que toca uma bomba hidráulica, formando um circuito, e conforme se atua no volante ela faz multiplicação de forças para esterçar o veículo. Já na elétrica poupa energia já que não é tocado pelo motor e faz a multiplicação de forças por meio do atuador elétrico”.

Desgaste

Assim como os outros componentes do veículo, Guimarães explica que a caixa de direção também sofre desgaste  com o tempo de uso, por isso é importante que o motorista esteja atento.

“Pode surgir folga na direção pelo desgaste do conjunto pinhão e cremalheira e também das buchas”, complementa.

Caso haja algum indício de anormalidade em algum dos componentes do sistema de direção, é importante procurar um mecânico de confiança já que o sistema é de extrema segurança no controle do veículo.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *