Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

25 de julho de 2024

Coronavírus: Governo suspende pontos de pesagem em rodovias federais


Por Assessoria de Imprensa Publicado 23/03/2020 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 21h52
Ouvir: 00:00
Transporte de cargas_coronavírusFoto: Arquivo Tecnodata.

O Ministério da Infraestrutura, através do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), vai suspender as atividades dos postos com balanças de pesagem nas rodovias federais devido aos cuidados e prevenção ao coronavírus.

A medida vale para as rodovias administradas pelo DNIT e pelas concessionárias privadas. A Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), assim como entidades representativas do transporte de cargas, já foram comunicadas.

Segundo o ministro Tarcísio Gomes de Freitas, o foco principal da medida é evitar um maior tempo de retenção e de contato entre profissionais do transporte de cargas. O Governo também prepara, junto a entidades que representam o setor, uma série de medidas de orientação e de triagem em pontos estratégicos dos principais corredores logísticos do país.

“É uma medida objetiva no sentido de garantir uma maior proteção ao profissional de transportes. Temos a missão de garantir o abastecimento e a circulação de bens no país e, para isso, precisamos cuidar destes profissionais, evitando ao máximo esse tipo de contato. A fiscalização se dará no momento do embarque”, explicou Tarcísio.

Serviços essenciais

Após a primeira reunião do Conselho Nacional de Secretários de Transportes, Governo Federal e estados concordaram em garantir a livre circulação do transporte de cargas em rodovias. Para isso, decretos estaduais que suspendem atividades econômicas estão sendo ajustados para garantir serviços essenciais ao setor, como borracharias, oficinas e pontos de alimentação nas rodovias.

Espírito Santo, Alagoas e Maranhão já editaram novos decretos, que foram adequados à deliberação do colegiado.

As informações são da Assessoria Especial de Comunicação do Ministério da Infraestrutura

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *