Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

25 de fevereiro de 2024

Nós do Trânsito aborda a relação entre película, visibilidade e segurança


Por Mariana Czerwonka Publicado 29/03/2017 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 22h28
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Em novo cenário, mas com a mesma forma descontraída de falar de um assunto muito sério, Celso Mariano e Rodrigo Santos abordam o tema películas, insulfilm e nossa busca nem sempre bem informada por mais proteção no trânsito. E afinal, usar a película é melhor ou pior para a segurança no trânsito?

O uso da película refletiva no Brasil é permitido, porém em transmissão suficiente que não prejudique a visibilidade dos motoristas. No Brasil, quanto ao uso de películas, o artigo 3º da Resolução nº 254 do Contran, de 26 de outubro de 2007, permite a instalação. Porém, fica estipulado que transmissão luminosa não poderá ser inferior a 75% para o para-brisa e 70% para os demais vidros indispensáveis à dirigibilidade do veículo. Um carro fora dessas especificações estará sujeito a multa, regularização e apreensão.

O Programa

O programa “Nós do trânsito” é um bate-papo descontraído, sobre um assunto muito sério, produzido pelo Portal do Trânsito e pela Tecnodata.  Toda segunda-feira, no Youtube, uma nova edição do programa trará assuntos atuais e temas polêmicos com um tom extrovertido, transformando assuntos, às vezes muito complexos, em uma conversa agradável, de fácil entendimento e altamente educativa.

Assista, comente e compartilhe!

 

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *