Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

15 de julho de 2024

PRF alerta sobre os perigos das ultrapassagens indevidas


Por Assessoria de Imprensa Publicado 06/01/2022 às 11h15 Atualizado 08/11/2022 às 21h16
Ouvir: 00:00

As ultrapassagens indevidas são as principais causas das colisões frontais, tipo de acidente que causou mais de 1/3 das mortes nas rodovias federais gaúchas em 2021.

Com a chegada do fim do ano e o aumento do trânsito nas rodovias devido às festividades e férias do período, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) novamente alerta os motoristas sobre as ultrapassagens indevidas.

O risco de que ultrapassagens indevidas causem um acidente fica ainda maior com o aumento do fluxo, já que ficam maiores as chances de que esteja vindo um veículo no sentido contrário durante a manobra.

Desde o início do ano, a PRF já flagrou 15.168 ultrapassagens indevidas (1.110 a mais que no mesmo período do ano passado).

Dos 245 acidentes com morte ocorridos desde o início do ano nas rodovias federais do estado, 82 foram colisões frontais. Nesse sentido, grande parte delas causadas por ultrapassagens indevidas. Importante ressaltar que as ultrapassagens mal feitas também causam outros tipos de acidente.  Como, por exemplo, saídas de pista e colisões transversais, justamente na tentativa de escapar da tão perigosa colisão frontal.

A PRF segue fazendo sua parte fiscalizando e autuando os motoristas que insistem em realizar tais manobras. Além disso, sempre que possível aborda o infrator para, além da multa, também fazer a orientação sobre os riscos causados pela atitude dele.

A multa para ultrapassagem forçada é de R$ 2.934,70 e gera suspensão da habilitação. Já a para ultrapassagem em local proibido é de R$ 1.467,35 e 7 pontos na carteira.

A PRF orienta o condutor que, antes de realizar uma ultrapassagem, verifique se:

  • Não está sendo ultrapassado;
  • Quem vai ser ultrapassado não indicou o propósito de ultrapassar um terceiro;
  • A faixa de trânsito que vai tomar esteja livre numa extensão suficiente para que sua manobra não ponha em perigo ou obstrua o trânsito que venha em sentido contrário.

Ultrapassagem: situação crítica

Ultrapassagens mal feitas, aliadas ao excesso de velocidade, patrocinam os acidentes mais graves. Essa manobra é a que apresenta o maior número de variáveis a serem levadas em conta pelo condutor. Assim como, qualquer variável, quando avaliada erroneamente, pode levar a um acidente.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *