Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

PRF intensifica o enfrentamento ao crime de importunação sexual

Casos de importunação sexual em rodovias federais quase dobraram entre os anos de 2022 e 2023; objetivo da PRF é alertar as mulheres sobre a importância de fazer as denúncias.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 26/02/2024 às 17h57
 Tempo de leitura estimado: 00:00

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) lançou neste mês a campanha de enfrentamento à importunação sexual, que ocorre por meio de gestos ou toques não consentidos de cunho sexual. O objetivo da PRF é orientar as mulheres sobre as formas como o crime acontece e a importância da denúncia.

De acordo com a PRF, no ano passado, houve o registro de 96 casos de importunação sexual nas rodovias federais. O índice representa quase o dobro de ocorrências em relação ao ano anterior, quando houve o registro de 50 denúncias desse crime.

A unidade da federação com maior índice do crime, em 2023, foi o Rio de Janeiro, com 14 denúncias, seguido por Minas Gerais, com 12 registros e Distrito Federal, com 10 ocorrências. O estado de Goiás teve, no mesmo período, 5 denúncias de mulheres vítimas de importunação sexual.

Apenas em janeiro deste ano, a PRF registrou seis ocorrências de importunação sexual. O caso mais recente, em Goiás, aconteceu no dia 25 de janeiro, na BR-153, município de Uruaçu. A passageira de um ônibus contou relatou aos policiais que teria sido importunada por outro passageiro. Ocorreu a prisão do homem.

De acordo com o órgão, as prisões também aumentaram, entre 2022 e 2023. O número de presos por suspeita de cometer importunação sexual subiu de 41 para 78, o maior índice de detidos desde 2020. São Paulo e Minas Gerais lideram a estatística, com 12 detenções cada, seguidos pelo Distrito Federal, com 10 suspeitos presos. Ou seja, em janeiro de 2024, houve a prisão de cinco suspeitos de importunar sexualmente mulheres nas rodovias federais.

Ações conjuntas

Em alguns estados, a PRF em conjunto com a Polícia Civil desenvolvem ações conjuntas para conscientizar as passageiras sobre a importância do enfrentamento aos casos de importunação sexual. No Rio Grande do Sul, policiais rodoviários federais assim como policiais civis se uniram no enfrentamento à importunação. No ano passado, o estado registrou cinco casos de importunação sexual, quatro ocorrências a mais que no ano anterior.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *