Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

Superfícies perigosas


Por Mariana Czerwonka Publicado 13/09/2012 às 03h00 Atualizado 09/11/2022 às 00h06
 Tempo de leitura estimado: 00:00

A posição mais segura para passar trilhos e sonorizadores é transversalmente a eles, em ângulo de 90 graus. Passar em diagonal ou em ângulos menores poderá deslocar a roda dianteira da trajetória, provocando zigue-zague e queda. Se a aproximação e o posicionamento estiverem corretos, a moto irá vibrar e balançar, sem apresentar perigo. Pisos Escorregadios As motocicletas comportam-se muito melhor em superfícies que proporcionam boa aderência. Algumas das condições que podem deixar uma pista perigosa, com pouca aderência: Pavimento molhado, particularmente logo após começar a chover. Manchas de óleo na pista. Estradas de terra ou acúmulos de pedregulho e areia nas estradas pavimentadas. Lama e gelo. Faixas pintadas na pista. Placas de aço, especialmente quando molhadas. Para pilotar com segurança nestas condições: * Reduzir a velocidade antes dos pontos de baixa aderência, principalmente em curvas. Ser muito cuidadoso ao acelerar, frear, trocar de marchas ou fazer curvas, para não derrapar. Trafegar sobre os rastros dos pneus dos outros veículos, onde há menos água.Cuidar na passagem de um tipo de piso para outro, como por exemplo do asfalto limpo para o acostamento com areia.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *