Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

04 de março de 2024

Veja como evitar acidentes com trens

Passagem em nível, ou seja, aqueles cruzamento de nível entre uma via e uma linha férrea é um local de grande risco de acidentes ou sinistros de trânsito.


Por Mariana Czerwonka Publicado 13/07/2023 às 08h15
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Acidentes com trens
Curitiba registrou o maior índice de acidentes em linhas férreas em todo o país. Foto: Adilson P. Santana

Passagem em nível, ou seja, aqueles cruzamento de nível entre uma via e uma linha férrea ou trilho de bonde com pista própria é um local de grande risco de acidentes ou sinistros de trânsito. Essa é a conclusão de um relatório da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) apresentado recentemente na Assembleia Legislativa do Paraná.

Conforme o documento, Curitiba, capital paranaense, registrou o maior índice de acidentes em linhas férreas em todo o país. Ao todo, foram 154 registros de 2018 até 2022, segundo os números apresentados pela ANTT.

Já a concessionária Rumo, responsável por 56% das passagens em nível da malha ferroviária no Brasil, o que equivale a 6.800 passagens oficiais, divulgou durante o Maio Amarelo, que entre 2018 e 2023, 31% das colisões ocorreram em 30 passagens em nível localizadas entre Curitiba e Paranaguá. Com o aumento de 35% do volume transportado no período, houve um aumento proporcional na quantidade de acidentes.

Soluções

De acordo com Rafaela Gomes de Souza Silva, coordenadora de Planejamento e Acompanhamento da Fiscalização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT),   afirmou que não se pode pegar uma solução global e colocar em todos os lugares.

“Não existe sistema infalível. É um pouco mais complexo, porém a única coisa que se aplica a todas as situações é educação para o trânsito de toda população, por isso um forte trabalho junto às escolas de formação de condutores”, afirmou.

Sobre as soluções para diminuir os números de acidentes, Jean Carlo Trevizolo de Souza, coordenador-geral de Obras Ferroviárias do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), responsável pelo Programa Nacional de Segurança Ferroviária em Áreas Urbanas, esclareceu que nem sempre as cancelas serem a melhor medida, até porque existe a possibilidade de falharem. “Não é possível generalizar uma solução para todos os casos, pois cada situação precisa ser analisada individualmente, considerando o contexto local”, disse.

Conscientização

Segundo a ANTT, esse tipo de cruzamento é o maior causador de acidentes ferroviários, razão pela qual o momento de cruzamento exige atenção redobrada de motoristas, maquinistas e pedestres. A ANTT, Detran, Setran e a concessionária Rumo S.A. estão trabalhando em parceria na programação das ações, que visam divulgar boas práticas, instigar comportamentos adequados, respeito pelas medidas de segurança e verificar o estado das passagens em nível selecionadas.

Veja dicas de segurança para evitar acidentes com trens

Motoristas:

  • Sempre pare o veículo antes de realizar a travessia e certifique-se de que não há trens se aproximando.
  • Para realizar uma travessia segura, tenha atenção redobrada à sinalização visual (placas de trânsito) e sonora (buzina da locomotiva).
  • Conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), atravessar uma passagem em nível sem antes parar é infração gravíssima.
  • Fique atento à sinalização de Pare, Olhe e Escute. Essa atitude salva vidas.

Pedestres:

  • Realize a travessia somente em passagem em nível (PN) oficial ou passarelas de acesso. Redobrando atenção para o sinal sonoro do trem bem como as placas de sinalização.
  • Sempre mantenha distância segura dos trens, parados ou em movimento.
  • Nunca ande sobre os trilhos, é uma prática imprudente e com risco de morte. Somente pessoas autorizadas podem circular em áreas operacionais da ferrovia.
  • Nunca pegue carona nos trens e não pratique surfe ferroviário. São atividades ilegais que podem ocasionar graves acidentes.

Confira também o vídeo sobre segurança ferroviária no Canal ANTT no YouTube.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *