Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

24 de fevereiro de 2024

Veja dicas de segurança ao se locomover com e-bikes

As bicicletas elétricas são uma forma eficiente de se deslocar, no entanto, existem desafios, sobretudo quanto à segurança no trânsito.


Por Pauline Machado Publicado 18/01/2024 às 15h00 Atualizado 22/01/2024 às 11h54
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Dicas de segurança para e-bikes
A segurança no trânsito ao se locomover com e-bikes depende de uma combinação de conhecimento das leis locais, uso adequado de equipamentos de segurança, manutenção regular da bicicleta e conduta responsável. Foto: halfpoint para Depositphotos

Uma das maiores preocupações com a segurança no trânsito no cotidiano atual dos brasileiros é quanto à locomoção com e-bikes, haja vista que, ao mesmo tempo que as bicicletas elétricas são uma forma eficiente de se deslocar, também têm lá os seus desafios, sobretudo quanto à segurança no trânsito.

Conforme dados do Ministério da Saúde, em uma década (2012-2022), o número de internações de ciclistas envolvidos em acidentes cresceu 71%. Neste sentido, Gabriel Arcon, CEO da E-Moving, startup de soluções em mobilidade urbana, ressalta que a segurança no trânsito ao se locomover com e-bikes depende de uma combinação de conhecimento das leis locais, uso adequado de equipamentos de segurança, manutenção regular da bicicleta e conduta responsável na estrada, sendo, dessa forma, crucial adotar medidas de precaução para evitar possíveis acidentes.

“Para desfrutar ao máximo das vantagens das e-bikes, a segurança no trânsito deve ser uma prioridade. Com responsabilidade, podemos aproveitar esse transporte sustentável, que é prático e confortável, com a máxima segurança”, considera.

Pensando nisso, o executivo listou cinco dicas para quem utiliza ou pretende utilizar esse modal:

1ª – Conheça a legislação local

Primeiramente, o ciclista deve se familiarizar com as leis de trânsito locais que se aplicam a e-bike, pois, em diversos lugares, elas são regulamentadas de forma diferente das bicicletas tradicionais e dos veículos motorizados. É fundamental estar ciente da classificação delas em sua área e seguir as regras correspondentes. “Conhecer as leis locais é o primeiro passo para uma jornada segura com sua e-bike. Cada região pode ter regulamentações específicas para bicicletas elétricas, definindo limites de velocidade, requisitos de equipamentos, regras de uso de ciclovias e estradas, entre outros aspectos. Fique informado e siga as regras para garantir sua segurança e evitar multas e problemas legais”, enfatiza.

2ª – Use equipamentos de proteção

Essa é outra atitude essencial ao andar de e-bike. O capacete, por exemplo, é o item mais importante. Isso porque é ele que protege a cabeça em caso de queda ou colisão, reduzindo o risco de lesões graves. Além deste acessório, deve ser considerado o uso de luvas, óculos de proteção e roupas de alta visibilidade é recomendável para aumentar a segurança.

“Os equipamentos de proteção não apenas ajudam a prevenir lesões, mas também tornam os ciclistas mais visíveis para outros usuários da estrada, reduzindo o risco de acidentes. Portanto, ao pedalar, não se esqueça dos equipamentos de proteção apropriados”, reforça.

3ª – Fique atento à manutenção

O ciclista deve ficar sempre de olho na manutenção de sua bicicleta elétrica, pois essa é uma parte crítica da segurança no trânsito. Antes de cada viagem, é importante verificar se a e-bike está em boas condições de uso. “Certifique-se de que os freios estejam ajustados e funcionando corretamente. Assim como, verifique a pressão dos pneus para garantir uma boa aderência na estrada e garanta que as luzes e a buzina estejam operacionais”, orienta.

4ª – Atenção aos limites de velocidade

As e-bikes podem andar significativamente mais rápido do que as bicicletas tradicionais, por isso, é crucial manter uma velocidade adequada à situação e à via em que se está trafegando. Os limites de velocidade estabelecidos por lei devem ser seguidos sempre. “Em áreas com tráfego intenso ou vias estreitas, reduza a velocidade para uma margem segura. Isso permitirá que você reaja rapidamente a situações de tráfego inesperadas. Respeite os limites de velocidade estabelecidos para e-bikes na sua região. Além disso, lembre-se de que em ciclovias e áreas com pedestres, deve-se reduzir ainda mais a velocidade para garantir a segurança de todos”, ressalta.

5 ª – Evite distrações

Usar dispositivos eletrônicos, como telefones celulares ou fones de ouvido, pode diminuir a capacidade do ciclista reagir com agilidade a situações de tráfego inesperadas. Portanto, o foco deve estar sempre na via.

“Esteja atento ao tráfego, sinalize suas intenções e responda de maneira apropriada às mudanças nas condições de circulação. Lembre-se de que a atenção é um dos elementos essenciais para a segurança”, finaliza Arcon.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *