Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

22 de fevereiro de 2024

Cuidados com o veículo influenciam na segurança no trânsito


Por Mariana Czerwonka Publicado 16/09/2014 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h05
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Segurança para o caminhoneiroNo Dia Nacional do Caminhoneiro, celebrado em 16 de setembro, a segurança veicular nas estradas deve ser lembrada. Manutenção preventiva é uma forma de contribuir para que veículos trafeguem em boas condições de uso

A Affinia, empresa especializada na fabricação e distribuição de autopeças para o mercado de reposição, que detém as marcas Nakata, Spicer e Wix, investe, ao longo do ano, em programa, voltado para caminhoneiros – Caminhão 100%, iniciativa do GMA – Grupo de Manutenção Automotiva,  realizada em parceria com o Grupo CCR e fabricantes de autopeças, que tem como objetivo conscientizar motoristas de caminhões sobre a importância da manutenção preventiva. “Participar do Caminhão 100% é muito gratificante para a Affinia, pois é uma forma de contribuirmos para melhoria da segurança no trânsito”, afirma Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Affinia, lembrando o Dia Nacional do Caminhoneiro, comemorado em 16 de setembro, conforme lei 11.927/09.

Por meio do programa, técnico da Nakata, fabricante de autopeças para o mercado de reposição automotiva com uma linha completa de componentes para suspensão, transmissão, freios e motor, realiza avaliações gratuitas, em diversos pontos da Rodovia Presidente Dutra, nos componentes da barra de direção, item importante para a segurança no trânsito e também dos caminhoneiros.

Desde 2012 quando a empresa começou a participar do programa,  técnicos da Nakata identificaram diversos problemas no barramento do caminhão, entre eles, alguns apresentavam a coifa protetora do terminal da direção desgastada, o que pode provocar a quebra e causar perda de controle e instabilidade, afetando a dirigibilidade do veículo.

Silva recomenda aos caminhoneiros fazer revisão a cada 10 mil km para verificar o estado da barra de direção e coifa protetora do terminal de direção. “Não pode estar desgastada, com folga ou empenada, bem como a coifa, que, em hipótese alguma, deve estar rasgada”, adverte.

Durante as avaliações gratuitas do Caminhão 100% também são verificados itens do motor dos caminhões.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *