Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

Escapamentos barulhentos? Curitiba testa equipamento para fiscalização de ruídos no trânsito


Por Mariana Czerwonka Publicado 27/09/2022 às 16h30 Atualizado 08/11/2022 às 21h03
Ouvir: 00:00

O equipamento, que está em teste, é capaz de flagrar o excesso de ruído causado por escapamentos de carros e motocicletas.

A reclamação de vários cidadãos em relação ao alto tráfego de veículos com escapamentos barulhentos no trânsito é contínua. E, nesse sentido, uma novidade que vem de Curitiba, no Paraná, promete melhorar a qualidade de vida dos moradores das grandes cidades. A prefeitura da cidade iniciou testes com um equipamento capaz de flagrar o excesso de ruído gerado nas ruas, principalmente por sistemas de escapamento de carros e motocicletas fora do padrão ou customizados.

Conforme o órgão, países como a França já usam esse recurso, porém ele é inédito no Brasil. Como é uma tecnologia nova no país, não é possível utilizá-la para autos de infrações.

“O monitor de ruídos é mais uma tecnologia da cidade inteligente que vem para melhorar a qualidade de vida dos curitibanos”, afirma o prefeito Rafael Greca.

Ele destaca ainda os testes dos ônibus elétricos que tiveram início neste mês em Curitiba; outra ação que tem como foco a sustentabilidade e a redução de ruídos no meio ambiente, já que os veículos são silenciosos.


Leia também:

Escapamentos barulhentos de motocicletas: qual é o limite aceitável e quem fiscaliza?

Perfil do condutor

Instalado na Avenida Victor Ferreira do Amaral, perto do Jockey Plaza, no bairro Tarumã, o equipamento foi desenvolvido pela empresa Perkons em parceria com a Superintendência de Trânsito (Setran). A instalação do equipamento encerra as ações da Semana Nacional do Trânsito e do Setembro da Mobilidade, um estímulo da Prefeitura à intermodalidade, com foco no pedestre e na adoção de tecnologias limpas de transporte.

De acordo com a superintendente de Trânsito de Curitiba, Rosangela Battistella, a iniciativa atende a solicitações encaminhadas pela população que reclama do barulho provocado por carros e motos, além de demandas encaminhadas pela Câmara de Vereadores.

“Com base nas informações de perfil comportamental destes motoristas, vamos conseguir identificar o horário de maior incidência e o tipo de veículo para que possamos atuar com blitz educativas e também com a fiscalização”, explica Battistella.

Como funciona a fiscalização de escapamentos barulhentos

Em caráter experimental, a prefeitura instalou o aparelho junto a um equipamento de fiscalização eletrônica que já faz a medição de velocidade dos veículos.

O detector capta imagens assim como áudios de veículos que estejam emitindo ruídos acima do permitido de forma automática. É o que explica o diretor técnico da Perkons, Régis Nishimoto.

“Curitiba sempre foi berço das inovações no âmbito do trânsito. Há 30 anos a cidade recebeu a primeira lombada eletrônica do mundo. Agora, mais uma vez a parceria Perkons e Prefeitura de Curitiba está na vanguarda. Nesse sentido, desenvolvendo uma solução para tornar a cidade cada vez mais inteligente”, conta Nishimoto.

Homologação

Como é uma tecnologia nova no país, não é possível utilizar o equipamento para autos de infrações. Ele ainda necessita de homologação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Além disso, da regulamentação de órgãos como o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

Com informações da Prefeitura de Curitiba

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *