Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

DNIT amplia a educação para o trânsito nacionalmente com auxílio dos estados

A implementação do Programa Conexão DNIT agora ocorre em Sergipe.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 12/04/2024 às 18h00
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Conexão DNIT Sergipe
Conexão DNIT leva a educação para o trânsito para Sergipe. Foto: Divulgação DNIT.

A partir da consolidação do Protocolo de Intenções firmado pela Superintendência de Sergipe junto à Secretaria de Educação do estado para a implementação do Programa Conexão DNIT na rede de ensino pública e privada do Município de Laranjeiras, foi realizada, na semana passada, capacitação com vistas à sensibilização da importância da Educação para o Trânsito para os estudantes e comunidade em geral e à divulgação do Conexão. Com essa ação, o DNIT amplia a educação para o trânsito nacionalmente em mais um estado.

O encontro aconteceu no auditório da Universidade Federal de Sergipe e teve como apresentadores os parceiros do DNIT Jorge Hermenegildo e Flávio Demori, da Universidade Federal de Santa Catarina, o anfitrião Zenóbio Amaro Junior, da SER/SE, e Paulo Leite, Secretário de Educação do Município.

Para o Superintendente Regional do DNIT/SE, Halpher Louigi, a função principal do Conexão DNIT é trazer para os municípios, para as escolas, para os estudantes e comunidade, a consciência da educação para o trânsito, das regras de trânsito para que todos saibam utilizar corretamente a infraestrutura que está disponível.

“O DNIT é um órgão historicamente voltado para infraestrutura, mas a infraestrutura não é nada se não soubermos utilizá-la da maneira correta. Tem uma placa que diz “Curva perigosa”, mas a curva não é perigosa, ela se torna perigosa se fizermos mau uso dela ao realizá-la numa velocidade incompatível com seu raio, por exemplo. É preciso que a infraestrutura municipal, estadual e federal seja usada de forma adequada e harmônica e fazemos isso quando conhecemos melhor as regras de trânsito, quando temos mais educação, com o respeito à legislação e o Conexão DNIT permite isso, educar e ensinar via ações estaduais e municipais para que todos melhor utilizem as ruas, a infraestrutura existente.”

Paulo Leite, Secretário Municipal de Educação de Laranjeiras, afirmou que o compromisso com a educação é uma constante, “que tem dia de plantar e dia de colher e a partir da parceria com o DNIT, plantaremos a semente do trânsito com toda a tecnologia e a construção pedagógica que se propicia pelo Conexão para levar a temática para todas as unidades escolares do município”.

O professor e Secretário Executivo, Geraldo Vieira dos Santos, complementou dizendo que há de se reduzir os sinistros de trânsito com o apoio de outros órgãos de trânsito. E, além disso, com a união de todos.

“O DNIT tem a proposta pedagógica, mas as outras instituições devem se integrar às escolas porque é da escola que saem as informações para os pais e comunidade e deve ser algo para ser trabalhado o ano todo, a longo prazo e não projeto de um dia ou dois. Tem que ter uma sequência de trabalho, um cronograma de execução para criar a consciência dentro da unidade escolar para que todos se envolvam professores, coordenadores, diretores, pais e alunos como proposto no Conexão DNIT.”

A parceria do DNIT com o estado de Sergipe está apenas começando. Ela promete se ampliar por outros municípios como o de Maruim que já realizou tratativas com a autarquia.

A proposta de cooperação entre os órgãos cumpre com disposições elencadas no art. 76 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) que diz que deve se promover a educação para o trânsito entre os estudantes, por meio de planejamento e ações coordenadas entre os órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito (SNT) e de Educação, da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios.

A colaboração entre o DNIT e a Secretaria Estadual também está alinhada às orientações previstas no Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (PNATRANS). Ele estabelece responsabilidades compartilhadas nas esferas nacional, estadual e municipal para o alcance de metas preestabelecidas.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *