Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

04 de março de 2024

Quais os motivos para baixar a tolerância da velocidade nos centros urbanos? Veja a resposta

O Portal do Trânsito & Mobilidade foi entender os motivos que levam um gestor a baixar a tolerância da velocidade nos centros urbanos.


Por Mariana Czerwonka Publicado 15/01/2024 às 08h15
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Tolerância de velocidade
São inúmeros os motivos para baixar a tolerância de velocidade em uma via. Foto: Daniel Castellano / SMCS

Diminuir os limites de velocidade em grandes centros urbanos é uma tendência mundial. Além disso, é uma recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) para reduzir o índice de mortes por sinistros de trânsito em todo mundo. No entanto, não são todos os condutores que compreendem e apoiam essa alteração nas cidades. O Portal do Trânsito & Mobilidade, então, foi entender os motivos que levam um gestor a baixar a tolerância da velocidade nos centros urbanos. Esse foi o tema de um dos programas Tira-Dúvidas do Portal.

De acordo com Celso Mariano, especialista em trânsito e diretor do Portal, nós colhemos vários benefícios ao andarmos mais devagar, inclusive menos engarrafamento, ao contrário do que é a percepção das pessoas. “Se andar muito devagar, não vai travar o trânsito. Como diz o ditado, onde passa um boi passa uma boiada, mas um de cada vez. Essa organização só é possível quando a velocidade desenvolvida pelos veículos é ligeiramente mais baixa”, explica.

Ele cita também que além do benefício da fluidez tem o da segurança.

“Tudo isso porque os condutores conseguem reagir de forma mais adequada, tem um maior tempo para isso, até mesmo para compensar algum eventual erro. Assim, o trânsito ganha segurança e todos saem lucrando”, explica.

Assista ao comentário completo do especialista Celso Mariano sobre baixar a tolerância da velocidade nos centros urbanos, no programa Tira-dúvidas do Portal do Trânsito.

Controle da velocidade

Em virtude da primeira Década de Ações para a Segurança Viária 2011-2020, a ONU e a OMS iniciaram a produção de vasto material para auxiliar os países a atingirem as metas propostas, entre eles, o Manual da Gestão da Velocidade, elaborado junto com o Banco Mundial e a Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

O documento destaca a importância do combate ao excesso de velocidade.

“A velocidade excessiva e inadequada é o fator que mais contribui para a gravidade das lesões causadas pelos acidentes de trânsito. Quanto maior a velocidade, maior a distância necessária para parar um veículo e, portanto, maior o risco de ocorrer uma colisão. À medida que mais energia cinética deve ser absorvida num impacto em alta velocidade, maior o risco de lesão caso a colisão venha a ocorrer. Ou seja, a gestão da velocidade constitui uma ferramenta muito importante para melhorar a segurança no trânsito”, informa o estudo.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *