Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

25 de junho de 2024

Sono pode afetar diretamente o ato de dirigir. Entenda!

Conforme levantamento da Abramet, o sono e a fadiga são a terceira maior causa de acidentes de trânsito no país, ficando atrás apenas do uso de álcool e drogas ao volante e do excesso de velocidade.


Por Mariana Czerwonka Publicado 04/06/2024 às 08h00
Ouvir: 00:00
Sono ao dirigir foi o tema do programa Tira-dúvidas do Portal do Trânsito. Assista!

Sabemos que a sonolência é responsável por boa parte dos sinistros de trânsito que são causados por condições comportamentais dos condutores. Conforme levantamento da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), o sono e a fadiga são a terceira maior causa de acidentes de trânsito no país, ficando atrás apenas do uso de álcool e drogas ao volante e do excesso de velocidade. E esse foi o tema do programa Tira-dúvidas do Portal do Trânsito.

De acordo com Celso Mariano, especialista e diretor do Portal do Trânsito & Mobilidade, o corpo humano tem vários limites e o ato de conduzir veículos exige muito de todas as nossas capacidades neuromotoras cognitivas.

“Precisamos estar bem fisicamente para dirigir e dormir é essencial. O nosso cérebro não funciona sem períodos de sono regulares e de qualidade”, explica.

Conforme o especialista, condutor que se submete a muitas horas sem ter tido um bom sono ou muitas horas acordado dirigindo acaba cometendo erros. “Alguns deles, ele pode nem perceber e isso pode ser fatal”, conclui.

Sinais de sonolência

O sono, às vezes, não é proveniente apenas do cansaço, mas está ligado também a outros distúrbios de saúde. A sonolência diminui muito a capacidade de dirigir e pilotar. Muitas pessoas acreditam que podem controlar o sono utilizando artifícios como café, música alta ou vento no rosto, mas sem perceber elas podem tirar um cochilo fatal.

Veja alguns sinais de sono ao dirigir:

  • É preciso se esforçar para manter a concentração.
  • A visão perde o foco e ­fica difícil manter os olhos abertos.
  • A cabeça começa a pesar.
  • A pessoa não para de bocejar.
  • Os pensamentos começam a fi­car vagos e desconexos.
  • Ocorrem pequenos desligamentos, com desvios na trajetória do veículo.

De acordo com Mariano, essa condição do sono ao dirigir é muito perigosa.

“Se perceber algum desses sinais, não continue dirigindo”, conclui.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *