Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

04 de março de 2024

Saiba o que é um bairro-jardim

Além do planejamento urbano diferenciado como principal pilar, “bairros-jardim” se destacam pelo foco na qualidade de vida e pela conservação de áreas verdes


Por Accio Comunicação Publicado 11/12/2023 às 13h30
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Dia da água – rios canalizados no Vale do Anhangabaú
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil.

Você sabe o que é um bairro-jardim? O termo tem origem no conceito “cidade-jardim“, desenvolvido pelo pré-urbanista inglês, Ebenezer Howard, autor do livro “Garden Cities of Tomorrow” (Cidades-jardim de Amanhã).  

A “teoria cidade-jardim” é um conjunto de benefícios entre ambientes rurais e urbanos. Baseado nessa teoria, um “bairro-jardim” propõem um planejamento urbano diferenciado. Por isso, essas áreas incluem praças, parques e projetos de arborização em calçadas de lotes quase inteiramente residenciais.  

Além disso, outro diferencial é o alto poder aquisitivo presente nessas regiões. Comumente, regiões transformadas em “bairros-jardim” se tornam bairros nobres e de padrão classe A, atraindo pessoas de maior poder aquisitivo e empresas focadas no mercado AAA (mercado de alto luxo). 

O conceito “bairro-jardim” começou a ganhar popularidade no Brasil após a instalação da empresa Companhia City, em São Paulo, no ano de 1912. De acordo com informações publicadas pela Folha de São Paulo, as obras nos loteamentos do Jardim América, primeiro bairro-jardim de São Paulo/SP, aconteceram entre os anos de 1913 e 1929.  

O Jardim América foi projetado pelos ingleses Barry Parker e Raymond Unwin. No projeto inicial, o bairro previa uma praça central com quatro ruas em diagonal, além de jardins internos privativos e uma avenida principal de acesso. Porém, o projeto acabou sofrendo adaptações. 

Vale ressaltar que o Jardim América previa uma qualidade ambiental também diferenciada. Uma vez que o decreto nº 3.227, de 1929, proibia construção de prédios comerciais no novo bairro.  

Com isso, se pretendia manter a qualidade de vida da região e diminuir a poluição visual e ambiental.  Atualmente, o Jardim América faz parte do Jardins e é uma das regiões mais nobres da capital paulista.  

Quais são bairros-jardim no Brasil e no mundo?  

00326509

Foto divulgação (Prefeitura de Curitiba).  

Além do Jardim América, na capital paulista, outros bairros considerados “bairro-jardim” estão localizados em São Paulo. São eles: Jardim Europa, Jardim Paulistano, Jardim Paulista e Cerqueira César.  

Uma curiosidade: atualmente, esses bairros foram tombados pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico em 1986. O tombamento se deu pela primeira experiência de urbanização no modo “cidade-jardim” no Brasil. 

Além disso, outros municípios brasileiros também investem na criação de “bairros-jardim”: 

  • Rio de Janeiro/RJ: Barra da Tijuca, Jardim Guanabara, Grajaú, Recreio dos Bandeirantes e Jardim Botânico; 
  • Curitiba: Jardim Social; 
  • Belo Horizonte/MG: Belvedere, Mangabeiras, Cidade Jardim, Luxemburgo; 
  • Goiânia/GO: Jardim Goiás; 
  • Brasília/DF: Park Way.  

Na capital carioca, o “bairro-jardim” mais famoso é a Barra da Tijuca. Localizado na zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro, a Barra foi palco das Olimpíadas de Verão 2016 e tem a população estimada em quase 400 mil habitantes.  

Outro bairro de alto poder aquisitivo (e considerado “bairro-jardim”) é o Jardim Social, em Curitiba. A região está há 3 km da região central da capital paranaense e é quase inteiramente residencial.  

E você leitor, já conhecia ou pretende conhecer algum bairro-jardim? Comente aqui embaixo!  

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *