Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

Combate à dengue: 135 mil pneus são recolhidos das rodovias Arteris nos últimos cinco anos

Dados do Ministério da Saúde indicam que, desde o início de 2024, já foram mapeados mais de dois milhões de casos prováveis de dengue no país, com 682 óbitos confirmados.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 02/04/2024 às 11h00
 Tempo de leitura estimado: 00:00
combate a dengue
A coleta de pneus colabora no combate à transmissão da dengue. Foto: Divulgação Arteris.

A Arteris, uma das maiores gestoras de rodovias do país, realiza trabalhos periódicos de limpeza das vias, o que tem colaborado com a mobilização junto ao país no combate à dengue, doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti. Exemplo disso, são os 1.917 pneus usados recolhidos ao longo dos 3.200 quilômetros de rodovias sob concessão, o que evita o acúmulo de água parada e a proliferação do transmissor do vírus. Nos últimos cinco anos, foram 135.972 pneus inteiros e ressolagens recolhidos e destinados à reciclagem nas sete concessões administradas pela Arteris, em cinco estados do país.

Dados do Ministério da Saúde indicam que, desde o início de 2024, já foram mapeados mais de dois milhões de casos prováveis de dengue no país, com 682 óbitos confirmados. Uma parcela desses registros está principalmente em Santa Catarina, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Esses são três dos sete estados que decretaram emergência epidemiológica e têm rodovias administradas pela Arteris. Somente nessas regiões, a companhia removeu 87.316 pneus e materiais derivados, 64% do total entre 2020 e 2024.

“Como parte das nossas ações de conservação da rodovia, e em prol da Agenda ESG, alertamos a população sobre os problemas que o descarte irregular de resíduos de qualquer tipo pode causar. As concessionárias possuem lixos comuns para descarte durante a viagem dos usuários, mas, no caso de pneus e outros materiais recicláveis, é preciso que seja efetuado em local apropriado, fora das rodovias”, explica Alisson Freire, diretor-executivo de Operações da Arteris.

A coleta de pneus e outros resíduos nas rodovias da Arteris, além de colaborar no combate à transmissão da dengue, faz parte das ações previstas na Agenda ESG da empresa para a redução de impactos ao meio ambiente.

Ao enviar os materiais removidos para postos de reciclagem credenciados, há potencial redução no impacto ambiental em prol de rodovias mais sustentáveis. Ou seja, inclusive no número de ocorrências, garantindo mais conforto e segurança durante a viagem dos usuários.

As atividades de conservação e recolhimento de resíduos das rodovias fazem parte do cronograma mensal de atividades das sete concessionárias controladas pela Arteris. Nessa lista também entram os serviços de desobstrução dos sistemas de drenagem nas rodovias. Isso evita o acúmulo de água parada e enchentes, principalmente nos períodos de chuva.

Esses são alguns dos exemplos dos esforços que vão ao encontro da campanha nacional “Dia D – Brasil unido contra a dengue”. A ação foi realizada recentemente pelo governo federal.

Abaixo, confira algumas dicas simples para evitar a proliferação da doença:

  • 1. Na mala da viagem, não esqueça de colocar repelentes com eficácia assim como regularizados pela ANVISA;
  • 2. Descarte lixo doméstico ou outros resíduos em locais apropriados para evitar a obstrução de bueiros, valas e sistemas de drenagem;
  • 3. Examine sua casa bem como o quintal regularmente, buscando por qualquer recipiente que possa acumular água parada, como vasos de plantas, pneus, calhas, garrafas etc;
  • 4. Utilize larvicidas biológicos em caixas d’água, tonéis, piscinas e outros recipientes com água parada que não podem ser eliminados;
  • 5. Aplique telas em ralos e caixas d’água para impedir a entrada do mosquito.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *