Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

16 de julho de 2024

Desvendando os segredos dos pneus: veja dicas para escolher o modelo certo

Conhecer informações técnicas ajuda na hora da compra. Veja as dicas.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 21/10/2023 às 13h30
Ouvir: 00:00
Dicas para escolher pneu
Compreender os números e códigos presentes pode ser uma dica para escolher o modelo ideal de pneu. Foto: Divulgação Dunlop

Ao escolher os pneus para um veículo, muitos motoristas ignoram as informações gravadas nas laterais dos produtos. São elas que oferecem insights vitais sobre uso, segurança e desempenho. Compreender os números e códigos presentes nos pneus pode ser um divisor de águas para a escolha ideal.

“É de extrema importância que os motoristas saibam como interpretar as informações presentes nos pneus da forma correta, pois existem dados valiosos embutidos nas laterais e a seleção criteriosa de um pneu pode resultar em economia de combustível, conforto aprimorado e, acima de tudo, maior segurança para todos os ocupantes”, afirma Rodrigo Alonso, diretor de vendas e marketing da Dunlop.

A principal orientação é entender o tipo de pneu necessário.

Cada modelo tem especificações exclusivas, sendo desaconselhável a utilização de dois modelos diferentes no mesmo eixo do carro. Essa diferença pode levar a desequilíbrios na dinâmica de condução do veículo e, nos piores casos, até mesmo afetar a dirigibilidade durante manobras de emergência.

Portanto, utilize pneus iguais no mesmo eixo. Pode-se aplicar par de pneus dianteiros diferentes dos traseiros, desde que a proposta de uso seja similar e atenda aos requisitos estabelecidos pelo fabricante do veículo.

Outra dica crucial para escolher aborda as medidas do pneu.

Por exemplo, em um pneu com especificações 215/50 R17, o número “215” denota a largura da seção (a largura nominal do pneu novo, montado na roda e inflado à pressão recomendada, em milímetros), enquanto o “50” representa a proporção entre a altura (H) e a largura da seção (S) em percentual. Já o “R” indica um pneu com estrutura radial, a mais comum na indústria.

Já quando se trata do tamanho da roda, os pneus podem variar em polegadas, de acordo com a necessidade de cada automóvel. A indicação está logo após o “R” que indica a estrutura do pneu. As medidas de aro 13” até 18” são as mais comuns no mercado nacional. E seguir as especificações originais é fundamental, já que cada pneu tem seus parâmetros específicos.

Além disso, também é preciso se atentar ao índice de carga e o símbolo de velocidade presentes em cada pneu. O índice de carga varia de 0 a 279, indica a carga máxima suportada pelo pneu em kg, conforme tabela normalizada. A marcação segue padrões internacionais e é possível consultar no site www.dunloppneus.com.br . A escolha deve ser baseada essencialmente no que recomenda a montadora do veículo.

O símbolo de velocidade corresponde à máxima velocidade que o pneu pode suportar. Representados por letras, esses códigos abrangem velocidades de 50 km/h a 300 km/h. A escolha deve se basear essencialmente no que recomenda a montadora do veículo.

A montagem correta e o sentido de rotação também são de suma importância, uma vez que a projeção dos pneus ocorre para oferecer desempenho máximo em várias situações. Uma montagem incorreta pode reduzir o desempenho e prejudicar o escoamento de água. As instruções de montagem correta estão indicadas na lateral (flanco) do produto, tanto com relação à sentido de rotação, como lado interno/externo de montagem.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *