Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

22 de fevereiro de 2024

É permitido usar o celular enquanto o veículo está parado no semáforo?

O uso do celular é permitido enquanto o veículo está parado no semáforo ou também é infração de trânsito? O Portal do Trânsito foi atrás da resposta.


Por Mariana Czerwonka Publicado 30/03/2023 às 08h15
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Uso de celular parado no semáforo
Estudo da OMS concluiu que a prática de usar o celular ao volante multiplica por quatro os riscos de acidente. Foto: Depositphotos

É de conhecimento de todos que a atividade de dirigir com segurança exige muita atenção, o tempo todo. Qualquer distração ao volante pode provocar um acidente e os motivos para desviar a atenção são muitos. No entanto, atualmente o campeão em termos de desviar a atenção do condutor é o telefone celular. Mesmo sabendo disso, somente em janeiro de 2023, foram mais de 136 mil autuações em todo País, de acordo com dados do Renainf, para condutores dirigindo veículo manuseando ou segurando telefone celular. Uma dúvida de muitos internautas é se o uso do celular é permitido enquanto o veículo está parado no semáforo ou se também é infração de trânsito? O Portal do Trânsito foi atrás da resposta.

De acordo com Luiza Ferreira do Nascimento Nadolny, chefe da Unidade de Fiscalização da Superintendência de Trânsito (Setran) de Curitiba, não é permitido usar o celular enquanto o veículo está parado no semáforo.

“Estando o veículo parado ou estacionado, pode-se utilizar o celular sem restrição, já que não cabe multa de trânsito nessa situação. Porém, diferente é a situação quando se está aguardando o semáforo abrir. Neste caso, o condutor que pegar o celular para ler ou escrever mensagens, não estaria com o veículo parado, mas em imobilização temporária. Ou seja, ainda estaria com o veículo em trânsito”, explica.

Ela explica, ainda, que imobilização temporária é definida pelo Manual Brasileiro de Fiscalização de Trânsito, como: “interrupção de marcha do veículo para atender circunstância momentânea do trânsito, não se confundindo com estacionamento ou parada”. “Por exemplo, não pode se confundir a parada no semáforo ou engarrafamento, com parada ou estacionamento. Portanto, quando o condutor parar no semáforo ou num engarrafamento, não poderá fazer uso do seu celular, uma vez que ainda se encontra em trânsito com o veículo, devendo estar atento ao ato de condução do mesmo, prezando pela segurança dos outros veículos, e demais envolvidos, como pedestres ou ciclistas”, esclarece a chefe de Fiscalização.

Perigos de dirigir e falar ao celular

Conforme a representante da Setran, o ato de dirigir exige total atenção do condutor. Ao fazer uso do celular ao volante, o foco da visão e da audição são parcial ou totalmente desviados, diminuindo a percepção de possíveis riscos do trânsito, ou qualquer outra situação ao redor que possa trazer consequências desastrosas. Ela cita alguns dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) e Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV):

  • Morrem por ano 150 motoristas, e 54 mil todo ano, como consequência desta prática.
  • Digitar uma mensagem enquanto se conduz um veículo a 80 km/h, equivale a dirigir com os olhos vendados, por um percurso de até 100 metros.
  • O uso de celular enquanto se dirige é responsável, em média, por 57% dos acidentes de trânsito, na faixa etária de 20 aos 39 anos.

“De acordo com dados da OMS, usar o celular enquanto dirige aumenta em 400% o risco de acidentes. Com o desenvolvimento da tecnologia e a presença contínua desses aparelhos nas nossas vidas, esse risco só aumenta”, complementa.

Ainda segundo a especialista, o uso do celular ao volante já é a terceira causa de mortes no trânsito no Brasil. Segundo levantamento da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), essa prática perigosa está atrás apenas do uso de álcool e do excesso de velocidade.

Estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) concluiu que a prática de usar o celular ao volante multiplica por quatro os riscos de acidente. “Diminui os tempos de reação (principalmente o da frenagem, mas também a reação aos sinais de trânsito) e dificulta o condutor em manter o carro na pista correta, e guardar a distância de segurança”, conforme documento da instituição.

Luiza Ferreira do Nascimento Nadolny elenca os riscos de dirigir falando ou utilizando o celular:

1. Dirigir mexendo no celular é tão perigoso quanto a ingestão de álcool: segundo pesquisa da inglesa RAC Foundation, enviar ou ler mensagens no celular é capaz de atrasar o período de reação do condutor em 35%. Esse percentual é muito acima do efeito que o álcool provoca — que é de 12%.

2. Multa para o condutor: no Brasil, esta prática enquanto se dirige é infração gravíssima. A multa é de R$ 293,47 e acréscimo de 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

3. Risco a todos os envolvidos no trânsito: utilizar celular ao volante não é um risco somente para o motorista. Pedestres são vítimas constantes de atropelamentos originados pela distração do condutor e seu smartphone.

4. O motorista perde a visão panorâmica: ao usar o celular enquanto dirige, o campo de visão de 360º do condutor, que conta com o auxílio do espelho retrovisor, fica prejudicado. Dessa forma, afetando sua concentração no trânsito. Ao usar o celular, o motorista só consegue imaginar o que está à sua frente.

Dica para estar mais atento ao trânsito

Para a chefe de fiscalização da Setran, o melhor a se fazer é desligar o aparelho. Além disso, deixá-lo no bolso enquanto dirige ou colocá-lo no banco de trás.

“Essa atitude pode ser uma boa ideia, para não cair na tentação de dar uma “espiadinha” a cada notificação que receber”, conclui.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

6 comentários

  • Edvaldo Silva
    30/03/2023 às 10:14

    Ótima matéria

  • Maurício Schoenardie
    05/04/2023 às 09:12

    Como se aplica a motoristas de aplicativos?

    • Mariana Czerwonka
      05/04/2023 às 10:28

      Maurício

      Da mesma forma, não há na lei nenhuma exceção.

      Equipe Portal

      • José Clavel Maciel
        05/07/2023 às 10:06

        A modernidade veio para ajudar o ser humano para o bem e em consequência, para o mal, também! A educação humana é, que está em jogo! A vida corrida, as oportunidades, as necessidades! Tudo isso dever ser avaliado nas frações de segundo de uma atitude compensada e nociva para a vida cotidiana.

  • LUIZ OTÁVIO CARNIEL GIOVANNETTI
    12/07/2023 às 11:59

    EM UM ACIDENTE DE CARRO EM UMAVIA DENTRO DA CIDADE… TRÂNSITO TOTALMENTE PARADO… SEM CONDIÇÕES DE RETORNAR… OU MESMO SAIR DO LOCAL… VEÍCULOS PARADOS NA FRENTE E ATRÁS… HÁ MAIS DE 25 MINUTOS… CARRO DESLIGADO… NESSE CASO PODE FAZER USO DO CELULAR…. ???? PARA AVISO DE ATRASO, ETC….

  • Carlos claudio
    03/08/2023 às 17:01

    Pois é ! estou atrás dessa resposta. dia 7/7 teve um acidente na 476 sentido araucária e fecharam a pista para remoção do veículo fui avisar meu feche que não chegaria a tempo e a PRF me multou.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *