Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

04 de março de 2024

Qual é a vida útil de um pneu e como isso afeta sua segurança na estrada?


Por Redação Publicado 20/12/2023 às 17h50
 Tempo de leitura estimado: 00:00

As diferentes partes de um veículo formam um conjunto no qual, como um todo, cada uma delas cumpre uma função elementar para o correto funcionamento do veículo. 

O pneu, por outro lado, é extremamente importante porque estabelece contato direto entre o veículo e a estrada e, por esse motivo, é importante que esteja em ótimas condições para evitar qualquer tipo de inconveniente durante a condução. 

Simplesmente, as funções do pneu são apoiar o veículo, absorver terrenos irregulares, transmitir forças de tração e frenagem e proporcionar direção. 

A manutenção preventiva é sempre essencial para o bom desempenho e a segurança do veículo. Como consequência, os pneus devem ser trocados periodicamente e sua vida útil está sempre sob constante controle. 

Cuidados e manutenção para prolongar a vida útil dos pneus 

A vida útil de um pneu depende basicamente da quantidade de uso do veículo, das condições de tráfego, da maneira como a pessoa dirige e das características da estrada em que o veículo trafega. 

Geralmente, os pneus têm uma vida útil entre 40.000 e 60.000 quilômetros. É nesse momento que a troca dos pneus é necessária para melhorar a segurança ao dirigir.  

No entanto, pode acontecer que, se você dirigir em estradas irregulares ou de terra, o ideal seja substituir os pneus mais cedo, ou seja, na metade da quilometragem indicada para casos normais. Daí a importância das inspeções regulares dos pneus. 

Para garantir que o pneu possa ser usado de forma ideal, é necessário realizar alguns cuidados e, dessa forma, prolongar a vida útil do pneu

  • Recalibração: a calibração das rodas deve ser feita de acordo com as instruções do manual ou aproximadamente a cada 15 dias. Também é recomendável fazer essa verificação antes de dirigir por longas distâncias. 

A pressão correta dos pneus é extremamente importante, assim como a do pneu estepe. 

Se a pressão do pneu estiver muito alta, pode ser perigoso e a peça pode quebrar, enquanto se a pressão estiver muito baixa, a vida útil do pneu pode ser reduzida em até 30%;  

  • Estilo de direção: a maneira como você dirige também pode afetar a vida útil desses itens. Freadas bruscas, dirigir sobre buracos ou terrenos irregulares em velocidade excessiva desgastam as peças; 
     
  • Escolhendo os pneus certos: comprar os pneus certos para o veículo é essencial para uma boa vida útil deles. É sempre aconselhável encontrar um equilíbrio entre o tipo de terreno, o clima e o uso do veículo; 
     
  • Compra em locais seguros: para que essas peças ofereçam desempenho e durabilidade adequados, é importante que sejam compradas em lojas confiáveis e de marcas reconhecidas no mercado; 
     
  • Manutenção ótima: para que os pneus atinjam sua vida útil em boas condições, é necessário realizar o alinhamento, o balanceamento e a rotação de cada um deles. 

Nesses casos, o ideal é recorrer a um mecânico treinado e evitar a intervenção de pessoas sem o conhecimento adequado. 

Consequências de dirigir com pneus desgastados ou danificados 

Os pneus são um dos componentes básicos dos veículos e os que proporcionam segurança. Dirigir com pneus em más condições, ou seja, gastos ou danificados, pode ter consequências negativas que podem levar a custos impensáveis, danos e até mesmo acidentes. 

Os pneus do veículo são o único ponto de contato com a estrada e, se não estiverem em condições ideais, as consequências podem ser variadas. 

  • Os pneus podem estourar: Dirigir por longas distâncias sobrecarrega constantemente os pneus. Se os pneus estiverem desgastados ou danificados, as chances de estourarem são altas. Isso pode levar ao rompimento dos pneus ou à saída do veículo da estrada; 
     
  • Aumento do risco de furos: se os pneus estiverem danificados ou desgastados, podem ocorrer furos e as consequências são as mesmas do caso anterior; 
     
  • Perda de aderência na estrada: os pneus desgastados não têm a mesma aderência na estrada. Essas peças, por não terem a banda de rodagem adequada, podem levar à perda de controle do veículo e causar um acidente, ainda mais se houver água ou neve na estrada ou alguma outra substância semelhante; 
     
  • Tempos de freada mais longos: se essa parte fundamental do veículo não estiver em boas condições, a freada também será afetada, especialmente em condições climáticas adversas, por exemplo, se houver água na estrada; 
     
  • Maior probabilidade de avaria do veículo: se os pneus estiverem em más condições, eles prejudicam o desempenho geral do veículo e isso pode resultar em falha de tração, levando a custos inesperados. 

Dicas para escolher os pneus certos para seu veículo 

Atualmente, há uma variedade interessante de pneu para carros e vans, e escolher os melhores pode parecer uma tarefa difícil ou entediante. Mas, ao considerar os detalhes mais importantes, é possível fazer a escolha certa em apenas alguns passos e minutos. 

  • Compatibilidade do veículo: para determinar o tipo de pneu que o veículo precisa, é necessário verificar o tamanho especificado pelo fabricante no manual. 

Essa informação deve ser comparada com o tamanho do pneu, que pode ser encontrado na parede lateral do pneu. É importante respeitar o índice de carga e o limite de velocidade que o pneu pode suportar;  

  • Estilo de direção: os pneus devem ser adaptados às características do veículo, mas também às preferências individuais do motorista. Por exemplo, se preferir um estilo de direção esportivo, os pneus ideais são aqueles que oferecem maior estabilidade e ótima aderência; 
     
  • Terreno de condução: dirigir nas ruas da cidade não é o mesmo que dirigir na estrada ou em terrenos sinuosos ou irregulares. Para o primeiro caso, o pneu de baixa resistência à rolagem pode ser perfeito, enquanto para terrenos mais difíceis, é recomendável usar pneus fortes e resistentes; 
     
  • Condições climáticas: a temperatura e o clima habitual de um local também são fatores decisivos na escolha dos pneus certos para o veículo. Hoje em dia, graças ao constante desenvolvimento e avanço da tecnologia, é possível encontrar pneus de carro especialmente desenvolvidos para o verão ou para o inverno, sendo o último ideal para a tração adequada na neve ou no gelo. 

Os pneus dos veículos são essenciais para que o motorista e os passageiros viajem com segurança, e o bom estado deles aumenta a segurança, evita acidentes e otimiza o desempenho do veículo, pois são peças essenciais que estão sempre em contato com o solo. 

Receba as mais lidas da semana por e-mail