Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

22 de fevereiro de 2024

Você sabe quando e porque calibrar os pneus do seu carro?

A manutenção da pressão adequada aumenta a segurança do veículo, a economia de combustível e a durabilidade dos pneus.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 17/12/2022 às 13h30
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Calibrar os pneus
O ideal é que os pneus sejam calibrados semanalmente. Foto: Divulgação Dunlop

A pressão ideal é fundamental para o bom desempenho dos pneus e consequentemente dos veículos. O uso da pressão adequada para cada veículo e situação em que os pneus serão usados é fundamental para aumentar a segurança, economizar combustível e a durabilidade dos pneus e componentes de suspensão. Lembre-se que quando um automóvel carrega apenas o condutor e está sem carga, a pressão indicada no manual do veículo é diferente de situações como uma viagem com a família, em que o veículo precisa levar quatro passageiros e bagagem, por exemplo. Por esses motivos, é tão importante calibrar os pneus do veículo.

O ideal é que os pneus sejam calibrados semanalmente, não ultrapassando o intervalo de 10 dias, pois a perda de pressão pode ser de até um PSI (Pound-force per Square Inch) ou em português libra-força por polegada quadrada, que é a nomenclatura usada no Brasil para medir a pressão dos pneus. No entanto, esta perda de pressão pode ser maior se o veículo for usado todos os dias e carregado ou em estradas e ruas com condições ruins.

Os pneus devem ser calibrados quando estão frios, pois após rodarem por alguns quilômetros a temperatura aumenta e isso faz com que a pressão deles aumente. Se forem calibrados com a pressão correta nesta situação, podem ficar abaixo do recomendado quando o pneu esfria.

Recomenda-se fazer o ajuste de pressão com intervalo de 7 a 10 dias, momento em que se deve checar as condições gerais de banda de rodagem e laterais. Se notar alguma anormalidade, deve-se procurar assistência assim que possível, para reparos ou substituição do produto.

Benefícios da calibragem correta

De forma simples deve-se imaginar três cenários distintos: pneu com pouca pressão, pneu com pressão em excesso e pneu com pressão ideal.

A baixa pressão compromete a segurança, que é acentuada nesta época do ano quando ocorre um aumento na temperatura ambiente e no volume de chuvas. Os pneus com baixa pressão criam uma área de contato com o solo maior e têm mais riscos de aquaplanagem, situação que acontece quando o veículo trafega em pisos molhados e uma camada de água acumula entre o pneu e a superfície, gerando a perda de contato com o solo, de controle do veículo e possíveis riscos de derrapagem.

A maior área de contato do pneu com o solo também gera aumento no consumo de combustível, deixa a direção mais pesada e como consequência o carro não responde aos comandos como deveria. A baixa pressão ainda compromete a estrutura lateral dos pneus, tornando-os mais sensíveis a danos nas laterais e ao surgimento de bolhas.

Em situações mais extremas o aumento da área de contato do pneu pode gerar um aquecimento anormal e até gerar a falha. Isso pode levar a perda de controle do veículo. Um pneu excessivamente murcho pode até sair da roda durante uma curva.

Ademais, o uso dos pneus com pressão abaixo da recomendada gera desgaste irregular das extremidades da banda, ou seja, dos ombros dos pneus.

A pressão em excesso também é prejudicial. Por estar com muita pressão, o pneu fica com uma área de contato menor com o solo. Por consequência quando o motorista precisar fazer uma freada de emergência o carro pode não obedecer ao comando corretamente, causando acidentes.

O conforto para dirigir também é impactado.

O motorista pode sentir que o carro está diferente, mais “duro” para realizar os movimentos. A alta calibragem também diminui a durabilidade do pneu, deixando-o mais suscetível quando cai em buracos ou é perfurado por alguma coisa nas ruas. Além disso, aumenta o desgaste na parte central da banda de rodagem.

A calibragem correta dos pneus promove mais segurança em situações de chuva, freadas bruscas e curvas. Além de propiciar maior durabilidade, mais conforto na hora de dirigir, menor consumo de combustível. Ou seja, o motorista economiza ao manter a calibragem em dia.

“A Dunlop trabalha para garantir os melhores produtos para o público brasileiro e por isso sempre buscamos trazer dicas que ajudem nossos clientes. Prestar atenção na calibragem dos pneus é fundamental para manter a segurança e garantir o máximo de desempenho”, explica Rodrigo Alonso, diretor de vendas e marketing da Dunlop.

Outro ponto de atenção é lembrar de calibrar o estepe. Ou, ainda, verificar as condições do kit de reparo emergencial ou outra solução técnica para sair da situação de furo ou dano dos pneus. Ele é oferecido especificamente para cada modelo de veículo por seus respectivos fabricantes. Para saber a calibragem ideal para seu veículo em qualquer condição, consulte o manual do veículo.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *