Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

27 de fevereiro de 2024

Cittamobi divulga pesquisa sobre tendências do comportamento dos usuários de transporte público em dias de chuvas

Levantamento tem como objetivo auxiliar prefeituras, órgãos gestores e empresas de transporte coletivo a tornarem a mobilidade urbana melhor e mais sustentável.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 20/01/2024 às 18h00
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Cittamobi, empresa brasileira referência em mobilidade urbana que auxilia passageiros a melhorar experiência na utilização do transporte público, divulgou uma pesquisa sobre o comportamento dos usuários em dias de chuva. O levantamento, que foi realizado entre os dias 28 de novembro e 4 de dezembro de 2023, e contou com 1.028 respostas de norte a sul do país, tem como objetivo auxiliar prefeituras, órgãos gestores e empresas de transporte coletivo a tornarem a mobilidade urbana melhor e mais sustentável.

Dentre os resultados, 60% dos entrevistados responderam que utilizam transporte público todos os dias para se locomover pelas cidades, enquanto 25,1% disseram usar em alguns dias da semana, outros 13,8% afirmaram que utilizam nos dias úteis e 1,2% mencionaram apenas aos finais de semana. Além disso, as mulheres são em maioria em relação aos homens, correspondendo a 62% do total, e eles totalizaram 36,5% das respostas.

Os demais 0,4% preferiram não declarar e 0,3% disseram outro. As faixas etárias que mais utilizam são entre 25 a 64 anos, que somadas representam 76,4% do total. Na segunda ponta, os mais novos, entre 18 e 24 anos ou menores de 18 anos, somam 17,9% e os mais velhos, de 65 anos ou mais, totalizam 5,7%.

Entre as cidades que mais responderam estão São Paulo, Juiz de Fora, Maceió, Olinda, Porto Alegre, Recife, dentre outras.

Nos municípios, o Cittamobi atua como um canal de comunicação que contribui com uma rede viva entre órgãos gestores, empresas operadoras de transporte público e prefeituras para tornar a mobilidade urbana mais sustentável. Dentro do aplicativo, os usuários contam com uma central de ajuda, além de um sistema de alertas para as cidades que contemplam informações em tempo real sobre trânsito, chuva, dentre outras variações que possam impactar o fluxo.

No que tange ao comportamento, o relatório da empresa aponta que nos dias chuvosos, 58,9% dos entrevistados afirmaram que sentem mais aglomeração de pessoas no transporte público, enquanto 32,2% relataram que há mais impaciência dos passageiros e 8,9% disseram que não há mudanças significativas. Para isso, de acordo com Emanuele Cassimiro, CPO da Cittamobi, é fundamental ouvir os usuários do transporte para melhorar cada vez mais a experiência. “Nós entregamos as informações para que nossos parceiros possam entender as dores dos passageiros. Dessa forma, melhorar e entregar uma experiência que impacte a qualidade de vida deles, tornando as cidades mais sustentáveis”, ressalta.

Rotas e tempo de espera 

No que se diz respeito ao comportamento no plano de viagem e espera, a pesquisa revela a importância de se fazer um trabalho em rede entre as cidades e empresas de tecnologia focadas na melhoria da mobilidade urbana. Sobre alterações nos planos de viagens com transporte público em dias chuvosos, por exemplo, cerca de 44,4% disseram que às vezes mudam de ideia. Enquanto, outros 33% afirmaram que raramente. Apenas 22% dos entrevistados relataram que buscam por outra opção. 

Já em relação ao tempo de viagem, para 15,3% dos cidadãos, o tempo de espera é o mesmo que nos dias normais sem chuva.  Outros 35,8% disseram que a demora é de mais de 10 minutos e 36,7% revelaram que aguardam mais de 30 minutos. Na outra ponta, 12,2% dos entrevistados disseram que o tempo supera a 1 hora. 

Uma outra parte do levantamento fala sobre as estruturas dos pontos de ônibus, sendo que 35,4% responderam que há cobertura e assento. Houve empate em paradas somente com placa indicativa, com 26,4% e somente cobertura, com 26,3% das respostas. Cerca de 3% afirmaram que há somente assento e 8,9% não especificaram. 

Quando questionados se a frequência do transporte público é afetada nos dias de chuva, 72,2% dos usuários responderam que o número de coletivos diminui. Na opinião de 12,2% não há alterações e mantém-se uma constante.  Enquanto outros 10% disseram não perceber nenhuma diferença.

“Todos esses dados são extremamente importantes para que possamos avaliar possíveis alternativas visando sempre melhorar a qualidade dos usuários nos transportes públicos. Sabemos que os atrasos ou problemas no trajeto ocasionados pelas chuvas provocam um impacto negativo na experiência de muitas pessoas, e por meio da nossa tecnologia, queremos solucionar essas dores e um dos caminhos é trazer toda nossa expertise para colaborar com o setor público e garantir os direitos dos cidadãos ao transporte de qualidade”, finaliza Emanuele.

A Cittamobi faz parte do Grupo Primova. E tanto o aplicativo Cittamobi, quanto Cittamobi Acessibilidade, podem ser baixados gratuitamente nas lojas de aplicativos para celulares IOS e Android.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *