Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

26 de fevereiro de 2024

Como identificar se o combustível é adulterado

Na grande maioria dos casos, só é possível identificar se o combustível é adulterado após o abastecimento.


Por Pauline Machado Publicado 28/06/2023 às 15h00
 Tempo de leitura estimado: 00:00

A adulteração dos combustíveis é um problema bem frequente no dia a dia dos proprietários de veículos. Por isso, é importante que você saiba identificar se o seu veículo pode ter sido abastecido com combustível adulterado e quais são as consequências disso.

Acompanhe!

Na grande maioria dos casos, só é possível identificar se o combustível teve adulteração após abastecer. Isso porque a emissão de fumaça, dificuldade em dar partida, perda da potência e desempenho, são alguns sinais de que o veículo recebeu combustível irregular.  

Outro aspecto importante a observar é o consumo de combustível do veículo, já que ele passa a consumir mais, quando adulterado. Por outro lado, o rendimento é menor, assim como o desempenho do veículo, que fica abaixo do normal quando vai executar comandos ou quando não responde aos comandos e “morre”. Desconfie, também, de preço muito abaixo dos demais postos de gasolina.

É importante destacar ainda os maiores prejuízos que pode se ter nesta situação, como problemas sérios no motor, o aumento no consumo do próprio combustível, como já dito, e o fato de o carro “engasgar” enquanto circula.

O que fazer?

De acordo com orientações do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Ceará (Sindipostos-CE), se houver a suspeita de se ter abastecido com gasolina e etanol adulterados, é recomendado que o tanque de combustível seja drenado por completo, e por seguinte, que o sistema de combustível seja lavado antes de abastecer novamente o veículo.

O Sindipostos-CE enfatiza, ainda, que ao tomar tais medidas, é possível prevenir danos ao motor. Além disso, garantir que o carro continue funcionando da melhor forma possível.

Para finalizar, a instituição considera importante ter como prioridade a qualidade do combustível que abastece. Isso porque, sendo adulterado, pode gerar não apenas problemas mecânicos, mas também representar um risco a segurança para você e as outras pessoas na estrada.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *