Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

04 de março de 2024

Emplacamentos registrados na primeira quinzena de dezembro somaram 135,3 mil veículos

O resultado superou em cerca de 40% o registrado na quinzena de novembro.


Por Pauline Machado Publicado 29/12/2023 às 15h00
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Emplacamentos dezembro
Na primeira quinzena de dezembro houve o registro de mais de 135,3 mil emplacamentos de veículos. Foto: IgorTishenko para Depositphotos

Dados do Renavam na primeira quinzena de dezembro registraram mais de 135,3 mil emplacamentos de veículos – resultado que superou em cerca de 40% o registrado na quinzena de novembro.

De acordo com o levantamento, a alta é resultado das fortes ações de vendas diretas das locadoras, ocasionando em que mais da metade desse total tenha sido alcançado nos primeiros 15 dias de dezembro por meio desta modalidade.

O estudo também indicou que o ritmo dos emplacamentos deverá se intensificar nos quatro últimos dias do mês, quando os descontos promovidos pelas montadoras aos frotistas poderão ser ainda maiores. Desse modo, o setor fica a pouco mais de 100 mil unidades de atingir o número de 2,29 milhões de emplacamentos. Este foi o número projetado pela Anfavea para o ano de 2023.

Perspectivas para 2024

A Anfavea prevê, ainda, um volume de produção de 2,4 milhões de unidades em 2024. Caso a projeção se confirme, as montadoras terão produzido 4,7% a mais sobre o volume de 2023.

No entanto, o presidente da Anfavea, Marcio de Lima Leite, considera que a projeção, ainda que com perfil de alta, é considerada uma “pequena melhora” no comparativo 2023-2024.

“É uma melhora que ocorre por uma projeção de alta na demanda do mercado interno, mas, na verdade, veremos uma produção estável no ano que vem, principalmente quando falamos de produção de leves”, destaca.

Para veículos leves, a projeção aponta para 2,3 milhões de unidades, 3,3% a mais sobre o volume que se produziu em 2023. Enquanto a produção projetada para veículos pesados prevê um crescimento de 30% sobre a base baixa que foi em 2023, somando 160 mil unidades. Neste aspecto, a aposta está nas demandas por ônibus do programa federal Caminho da Escola.

Por fim, a projeção direcionada para os licenciamentos também indica um mercado de 2,4 milhões de unidades em 2024. Isso equivale a um crescimento projetado de 7% sobre o volume licenciado em 2023. Segundo Leite, este crescimento no mercado interno tem como base a expectativa das vendas dos lançamentos que acontecerão no ano que vem pelas montadoras.

Neste aspecto a projeção de emplacamentos de veículos pesados estima alta de 14% sobre 2023, somando 146 mil veículos. Enquanto para os veículos leves, a expectativa fica na casa de  2,3 milhões de emplacamentos, o equivalente a um crescimento de 6,6%.

Por fim, em se tratando das exportações, a Anfavea aponta crescimento de 2% sobre 2023, com embarques envolvendo 407 mil unidades. Sendo 385 mil unidades de leves (+2%) e 22 mil unidades de pesados, praticamente o mesmo volume exportado em 2023.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *