Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

04 de março de 2024

Empresa desmistifica relação entre cor do óleo do motor novo e sua qualidade 

Embora a maioria tenha cor âmbar, alguns óleos novos podem apresentar coloração diferente.


Por Pauline Machado Publicado 12/10/2023 às 13h30
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Óleo do motor
As variações na cor do óleo do motor são normais e esperadas. Foto: Ensuper para Depositphotos

Com o objetivo de combater a desinformação e auxiliar os consumidores no momento da compra do óleo do motor, a Motul, multinacional francesa especializada em lubrificantes e fluidos de alta tecnologia, esclarece algumas das dúvidas mais frequentes quanto à possibilidade de que a cor do óleo novo está intrinsecamente ligada à sua qualidade e ao seu desempenho.

De acordo com Caio Freitas, engenheiro de Aplicações da Motul, um ponto que pode confundir o comprador é o grande leque de cores do óleo novo. Contrariando crenças populares, ele enfatiza que as variações na coloração são normais e esperadas.

“Essas diferenças podem ser atribuídas às mudanças naturais das matérias-primas utilizadas na fabricação do produto”.

Ele explica que, embora a maioria tenha cor âmbar, alguns óleos novos podem apresentar coloração diferente, como vermelho, azul ou verde. Isso ocorre devido à adição de corantes. “É importante destacar que esses corantes têm um único propósito: a identificação e diferenciação visual, sem nenhum impacto na performance ou qualidade do óleo”, acrescenta.

Existe ou não relação? 

Freitas orienta, ainda, que quando não há adição de corantes, é perfeitamente natural que o óleo apresente variações no tom de âmbar. Ou seja, indo do mais claro ao mais escuro.

Ele esclarece ainda que, para facilitar, existe uma norma, a ASTM D1500. Ela define e resume uma escala de cores, utilizada exclusivamente para fins de controle de produção e não define a performance nem determina a durabilidade do óleo. “A Motul quer enfatizar que a cor do óleo novo e suas variações não têm absolutamente nenhuma relação com seu desempenho, qualidade ou durabilidade. Avaliar a qualidade de um óleo com base na cor é um erro que a empresa está empenhada em elucidar. Dessa forma, para garantir que os consumidores façam escolhas bem informados para cuidar melhor dos seus veículos”, destaca e finaliza o engenheiro de Aplicações da Motul, Caio Freitas.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *