Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

29 de November de 2023

O que é a vistoria cautelar? 

Entenda por que a vistoria cautelar é indispensável para o processo de transferência de um veículo usado ou seminovo


Por Accio Comunicação Publicado 18/11/2023 às 18h00
 Tempo de leitura estimado: 00:00

De forma simples e direta, a vistoria cautelar é uma avaliação do estado geral de um veículo. Por meio dela é possível constatar a autenticidade das informações fornecidas pelo dono anterior do veículo que está sendo negociado. 

Dessa forma, a pessoa que pretende aquirir o veículo pode saber quais são as condições reais do bem que está negociando.  

No Brasil, a vistoria obrigatória de transferência é realizada por meio de empresas credenciadas pelo DETRAN nos estados de Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso, Rondônia, Pará, Paraíba, Bahia e Sergipe. 

Como é feita a vistoria cautelar? 

Homem verifica a parte inferior de automóvel com a ajuda de uma lanterna
Foto: Freepik.

Em resumo, a vistoria cautelar é um check-up completo do veículo. Durante esse processo, profissionais especializados e certificados avaliam todos os pontos importantes para criar um panorama técnico da situação atual do veículo (incluindo diversos documentos).  

Com isso é possível saber as condições do: 

  • Alinhamento 
  • Vidros 
  • Freios 
  • Câmbio 
  • Amortecedores 
  • Pintura 
  • Pneus 
  • Motor 
  • Lacres da placa 
  • Numeração do chassi 
  • Se há adulteração no velocímetro 
  • Placa e autenticidade dos lacres 

Documentos analisados: 

  • Consulta de CNH por CPF 
  • Passagem por leilão 
  • Indício de sinistro 
  • Risco de comercialização 
  • Aceitação em seguros 
  • Restrições e impedimentos 
  • Gravame 
  • Recall pendente 
  • Precificador Fipe 
  • Dados cadastrais nacionais e estaduais 
  • Antecedentes de roubo e furto 
  • Indício de km 
  • Multas e outros débitos 

Vale ressaltar que sem realizar uma vistoria cautelar, não é possível emitir um novo Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV)

Quanto custa a vistoria cautelar? 

Homem examina carro em oficina juntamente com uma prancheta
Foto: Freepik.

O valor da vistoria cautelar para transferência pode variar de estado para estado e também de acordo com a empresa contratada. O valor médio pode variar entre R$100 e R$200. 

Além disso, o responsável pelos custos da vistoria é a parte vendedora do veículo. Entretanto, pode haver acordo para divisão de despesas. 

A vistoria cautelar é importante para que a compra de um veículo seminovo ou usado possa ser mais tranquila e segura, evitando prejuízos ao comprador e também riscos de acidentes por mau funcionamento. 

Seu veículo já passou por uma vistoria cautelar? Compartilhe nos comentários a sua experiência! 

Veja também no Portal do Trânsito:

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *