Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

25 de junho de 2024

Teste: você contribui com a “paz no trânsito”? Veja!

O trânsito parece estar cada dia mais violento, mas a partir do momento que uma pessoa faz o movimento contrário, como pedir desculpas ou se colocar no lugar do outro, muita coisa pode mudar e até tragédias podem ser evitadas.


Por Mariana Czerwonka Publicado 24/05/2024 às 08h00
Ouvir: 00:00
paz no trânsito_você
Veja se você é um ou uma motorista que contribui com a paz no trânsito. Foto: IgorVetushko para Depositphotos

Não é à toa que o tema escolhido para todas as campanhas de trânsito de 2024, incluindo o Maio Amarelo, seja “Paz no trânsito começa por você”. O trânsito parece estar cada dia mais violento, as pessoas mais agressivas e a intolerância ganhando espaço. A partir do momento que uma pessoa faz o movimento contrário, como pedir desculpas ou se colocar no lugar do outro, muita coisa pode mudar e até tragédias podem ser evitadas. Por isso, o Portal do Trânsito pergunta: você contribui com a “paz no trânsito”? Responda as perguntas abaixo e reflita.

Você respeita os demais usuários do trânsito?

Várias são as atitudes que caracterizam as pessoas respeitosas: respeito pelo direito dos outros, pelas diferenças individuais, pela diversidade de opiniões, pelo ambiente e até por si próprio.

Você é flexível?

As pessoas têm interesses distintos e no trânsito isso fica bastante evidente. É preciso “jogo de cintura” para evitar conflitos e buscar soluções criativas para problemas criados pelos relacionamentos. Além disso, as pessoas mais flexíveis têm melhor capacidade de adaptação quando expostas a diferentes situações ou ambientes.

Você exerce o bom senso e a sabedoria?

Existe mais de uma maneira de se interpretar ou resolver qualquer situação ou problema. O controle das situações está sempre na mão de quem age com bom senso e ponderação.

Você é humilde?

Reconhecer os próprios erros, com humildade e simplicidade tem a propriedade de dissolver os desentendimentos na raiz. Entretanto, nos relacionamentos, poucos são aqueles que reconhecem seus próprios erros.

Você tem paciência?

As pessoas pacientes não precisam resolver tudo na hora, não são afobadas nem tiram conclusões precipitadas. Sua capacidade de relacionamento é boa, porque são capazes de ouvir, sem pressa.

Você é uma pessoa equilibrada?

Controlar o próprio temperamento é fundamental para quem deseja e necessita desenvolver uma boa capacidade de se comunicar e negociar.

Você tem empatia pelos demais?

Essa é a habilidade de se colocar no lugar da outra pessoa para poder ouvir, ver e sentir através da perspectiva dela. Bastante útil para se usar no trânsito, pois ao demonstrar que sabemos como a pessoa se sente, muitas vezes as razões do conflito deixam de existir.

Você é uma pessoa receptiva?

Para dar qualidade às nossas relações interpessoais é necessário abrir o pensamento, reduzir as barreiras, cultivar a simpatia e demonstrar boa vontade.

Você trata a todos como iguais?

Todos gostam de ser bem tratados e não há nada que distancie mais do que se sentir inferiorizado. Não devemos deixar que simpatias, antipatias ou preconceitos afetem nossas decisões. Às vezes agimos como juízes das atitudes alheias, condenando outros por ações que também cometemos.

Você tem educação?

Cultivar as boas maneiras, saber o valor da civilidade, tratar bem as pessoas, ser gentil e cordial são atributos indispensáveis para quem sabe que o sucesso pessoal e profissional depende da qualidade dos relacionamentos.

Você é persistente?

Para manter as qualidades necessárias aos bons relacionamentos é preciso utilizá-las continuamente. Uma ou outra vez apenas não basta; para isso, é necessário ser perseverante, até que os resultados apareçam.

Se você não se enxergou nesses valores citados, você deve repensar suas atitudes como motoristas pois pode estar se colocando em risco e colocando também os demais.

Lembre-se sempre:

No trânsito, boas atitudes entre condutores, pedestres e ciclistas têm o poder de promover o respeito bem como a cidadania.

É essencial saber agir corretamente frente às diversas situações do dia a dia no trânsito, reconhecendo e alterando maus hábitos e posturas negativas.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *