Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

25 de fevereiro de 2024

Quais são os tipos de sinistros mais comuns envolvendo ônibus? 

Fique por dentro e confira dicas de segurança para a hora de viajar de ônibus


Por Accio Comunicação Publicado 08/12/2023 às 13h30
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Danos causados pelo temporal no Rio
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil.

De acordo com dados da Confederação Nacional do Transporte (CNT), em 2022, ocorreram 64.446 acidentes nas rodovias federais no Brasil. Além disso, 52.948 pessoas foram vítimas de acidentes envolvendo ônibus. Analisando estes dados alarmantes, a redação do Portal do Trânsito buscou informações sobre os sinistros com ônibus em nossas rodovias. 

Entre as causas mais graves registradas pelo Atlas da Acidentalidade no Transporte Brasileiro em 2021, a desobediência à sinalização e condutor dormindo ao volante foram as ocorrências mais frequentes. Outras causas registradas foram: 

  • velocidade incompatível com os limites estabelecidos para o trecho; 
  • ultrapassagem indevida; 
  • ingestão de álcool; 
  • falta de atenção.  

O índice médio de 2021, disponibilizado pelo Atlas, indicou os 6 tipos de sinistros mais graves envolvendo ônibus

  1. colisão frontal; 
  1. atropelamento de pessoa; 
  1. tombamento; 
  1. capotamento; 
  1. saída de pista; 
  1. E por fim, colisão transversal.  

Outra pesquisa da Confederação Nacional do Transporte – CNT (e que vale a nossa atenção) é o estado atual de conservação das estradas brasileiras em 2023.  

De acordo do estudo, 67,5% das rodovias brasileiras são classificadas como regulares, ruins ou péssimas. No entanto, cerca de 32,5% são classificadas como ótimas/boas. O levantamento avaliou 111.502 quilômetros de rodovias pavimentadas, o que corresponde a 67.659 quilômetros da malha federal e 43.843 quilômetros de trechos estaduais.  

Vale ressaltar que a classificação geral possui três características da malha rodoviária: pavimento, sinalização e geometria da via.  

Como viajar de ônibus com segurança? 

00392252
Foto: Divulgação/SMCS.

Quando for viajar de ônibus, não deixe de considerar alguns itens de segurança. Uma das principais dicas é comprar a passagem de uma empresa confiável. Ou seja, dê preferência para uma companhia rodoviária que esteja com as certificações de segurança em dia.  

Por fim, outra dica valiosa é a utilização do cinto de segurança na poltrona. Isso porque o cinto é vital para evitar situações mais graves com o passageiro, no caso de um acidente como colisões, paradas bruscas ou desvios repentinos.   

E você, já conhecia esses tipos de acidentes mais comuns com ônibus, nas estradas brasileiras? Comente aqui embaixo!  

Veja também no Portal do Trânsito:

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *