Notícias

Notícias

IPVA 2021: Minas Gerais divulga data da pagamento e valores 

IPVA 2021: Minas Gerais divulga data da pagamento e valores
Foto: Arquivo Tecnodata.

O governo de Minas Gerais divulgou hoje o cronograma de pagamento e os valores do IPVA 2021. Confira aqui as informações!

IPVA 2021
Foto: Arquivo Tecnodata.

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) é um imposto estadual, cobrado anualmente, cuja alíquota varia de estado para estado, de 1% a 6%, de acordo com o valor do veículo (Tabela FIPE).

Em Minas Gerais, o IPVA 2021 terá alíquotas-base de 4% para carros e 3% para motos, e começará a vencer a partir do próximo 18 de janeiro e com encerramento em 24 de março. O cronograma foi divulgado pelo governo do Estado na manhã desta terça-feira (1).

O desconto será de 3% para o contribuinte que decidir quitar o imposto à vista, na data de vencimento da primeira parcela de sua respectiva placa.

O valor médio do imposto neste ano é de R$ 612,54. A expectativa de arrecadação, de R$ 6,33 bilhões – com aumento de 6,74% em relação à de 2019. Esse valor representa R$ 399,8 milhões a mais para o caixa do governo estadual.

A frota tributável teve um aumento de 241.444 veículos em relação ao ano anterior (2,39%), totalizando 10.343.686 (dado contabilizado até 16/10).

Conforme o governo, a tabela contendo as bases de cálculo e os valores do IPVA está disponível no Diário Eletrônico da Secretaria de Estado de Fazenda (diarioeletronico.fazenda.mg.gov.br). As consultas de valores também podem ser feitas no site da SEF (www.fazenda.mg.gov.br) ou pelo telefone 155 (opção 5) do LigMinas.

Programa Bom Pagador

Permanece em vigor o programa “Bom pagador” de incentivo à regularidade do pagamento do tributo. O programa concede, automaticamente, 3% de desconto para quem quitou rigorosamente em dia todas as obrigações referentes ao veículo, nos anos de 2019 e 2020.

Pagamento

Será possível pagar o IPVA em cota única, com desconto de 3%, ou em três parcelas, nos meses de janeiro, fevereiro e março. O valor mínimo do imposto para parcelamento é de R$ 150.

O pagamento já pode ser feito a partir desta terça-feira (1/12), diretamente nos terminais de autoatendimento ou guichês dos agentes arrecadadores – Bradesco, Mercantil do Brasil, Caixa Econômica Federal, Casas Lotéricas, Mais BB, Banco Postal, Santander e SICOOB –, bastando informar o número do Renavam do veículo. O Banco do Brasil e o Itaú aceitam o pagamento apenas de correntistas.

Para emitir o Guia de Pagamento do IPVA, basta clicar aqui. 

O que acontece se não pagar o IPVA

O não pagamento do imposto nos prazos estabelecidos gera multa de 0,3% ao dia (até o 30º dia). Após o  30º dia a multa é de 20%, além de juros calculados pela taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e Custodia (Selic). Além disso, não é possível licenciar o veículo se o IPVA não estiver quitado.

Recursos arrecadados

Do total do valor apurado com o IPVA, 20% são repassados ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação (FUNDEB). Outros 40% ao caixa único do Estado e 40% para o município de licenciamento do veículo.

A Secretaria de Fazenda alerta que não envia boletos de IPVA para o endereço dos contribuintes. Além disso, não envia mensagens eletrônicas para e-mail ou celular contendo links para acesso à tabela ou emissão de guias de arrecadação.


Artigos Recomendados Para Você

3 Comentários

  1. CRLV e IPVA 2021: veja como estão os prazos para pagamento - Portal do Trânsito

    […] maioria dos estados, o vencimento da cota única do IPVA ou da primeira parcela (para quem optou pelo parcelamento) ocorre no início do ano. Quase sempre […]

  2. IPVA 2021: veja estados que prorrogaram o pagamento - Portal do Trânsito

    […] maioria dos estados, o vencimento da cota única do IPVA ou da primeira parcela (para quem optar pelo parcelamento) ocorre no início do ano. Quase sempre […]

  3. Cláudio Magalhães Silva

    Um absurdo!!! Meu pai galeceu en 3 de fevereiro de 2020 e só conseguimos receber o décimo terceiro salalário que não estava sendo pago na data prevista, em junho de dois mil e vinte um!!! E mais, sem nenhuma correção. O mesmo ocprreu com o pecúlio, mesmo que prenchidos todos os quisitos exigidos ainda no mê do falecimento. Agora me vêm com esta cretinice de cobrarem juros e multa em uma época em que não temos condições nem de colocar gasolina e primcipalmente vender o automóvel por um preço que não caracterize um uma total irracionalidade…

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']