Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

21 de julho de 2024

Bicicletas são permitidas em ônibus ou metrô? 

Com restrições, algumas cidades já autorizam levar bikes no transporte público


Por Accio Comunicação Publicado 17/07/2023 às 13h30
Ouvir: 00:00
Foto: Companhia Paulista de Trens Metropolitanos

Foto: Companhia Paulista de Trens Metropolitanos.

A mobilidade urbana vem se modernizando no mundo inteiro. Com o uso cada vez maior de bicicletas, a “modernidade ativa” ganha cada vez mais adeptos.

Um projeto de lei na Câmara Federal (2.783/2019), de autoria do deputado Juninho do Pneu (União-RJ), quer tornar obrigatório o suporte bicicletário nos ônibus do transporte coletivo.  

Se aprovada, o suporte contribuiria, segundo o deputado, para a diminuição de veículos circulando nas cidades, além da preservação do meio ambiente. Além disso, esse suporte possibilita ao ciclista levar a bicicleta em um suporte apropriado.

Atualmente a PL está aguardando o parecer do relator na Comissão de Viação e Transportes da Câmara Federal.  

Em algumas cidades, por exemplo, a bicicleta no transporte público já está autorizada. Em São Paulo (SP), você pode levar sua bike no último vagão do trem. Há limitação de quatro bicicletas e os horários são: de segunda a sexta, das 10h às 16h, ou após às 21h até o fechamento. Sábado, domingo e feriado o período é das 04h40 até meia-noite.  

No Rio de Janeiro (RJ), o horário é a partir das 21h (dias úteis) e nos fins de semana e feriados, o dia todo.

Em Salvador (BA), o ciclista pode levar a bicicleta no metrô a partir das 20h, de segunda a sexta e também aos sábados, das 14h até o fechamento. Aos domingos/feriados, o dia todo. 

A permissão da bicicleta em Recife (PE) é de segunda a sexta, a partir das 20h30 no metrô. Sábado, das 14h até o fechamento e domingos / feriados, durante o funcionamento.  

Por fim, outro exemplo de permissão de bicicletas no transporte acontece em Porto Alegre (RS). O município permite das 9h às 16h / 19h às 22h, de segunda a sexta; fins de semana das 5h às 22h.  

URBS proíbe bikes em transporte coletivo de Curitiba  

Foto: Arquivo Câmara Municipal de Curitiba.

Entretanto, na cidade de Curitiba, bikes não tem permissão de embarque no transporte público. De acordo com a URBS, o motivo é a falta de espaço adequado nos veículos para acomodar as bikes, de maneira segura e eficiente

A URBS ressalta também que a presença das bikes geraria desconforto nos demais passageiros (especialmente em horários de pico).

O vereador Marcos Vieira (PDT) apresentou uma proposta de lei para o embarque de bicicletas em ônibus de Curitiba. 

Essa PL possibilitaria que os curitibanos utilizassem diferentes modos de transporte de forma integrada. Isso também incluiria o transporte coletivo público e a bicicleta.

A ideia proporcionaria também uma maior flexibilidade e praticidade nos deslocamentos urbanos, além de incentivar a adoção de meios de transporte mais sustentáveis. As despesas, segundo o vereador, seriam custeadas pelo município, conforme previsto nas leis orçamentárias.  

“Embora o projeto de lei tenha sido arquivado, as preocupações com a segurança viária e a efetividade da intermodalidade continuam sendo desafios a serem abordados no contexto urbano”, diz a nota da assessoria de imprensa do vereador. 

Leia no Portal do Trânsito:

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *