Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

21 de julho de 2024

Feriado prolongado de Carnaval leva mais motoristas para as estradas


Por Mariana Czerwonka Publicado 25/02/2017 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 22h29
Ouvir: 00:00

Mariana Simino

Assessoria de Imprensa

CarnavalEntre as principais causas de ocorrências estão o excesso de velocidade e a falta de atenção à sinalização.

O feriado de carnaval é marcado pelo aumento no número de veículos nas estradas, o que deixa os usuários mais expostos aos riscos de acidentes. Entre as principais causas de ocorrências estão o excesso de velocidade e a falta de atenção à sinalização. O diretor da Perkons e especialista em gestão de trânsito e mobilidade urbana, Luiz Gustavo Campos, alerta para outro fator recorrente e que aumenta o número de acidentes no período de carnaval: a combinação de álcool e direção. Para resultados efetivos de redução desses casos ele acredita que é preciso investir em educação e fiscalização, alertando sobre os perigos da ingestão de bebida alcoólica ao volante.

A Polícia Rodoviária Federal estará mobilizada em trechos considerados críticos com o objetivo de aumentar a sensação de segurança dos usuários das rodovias. Apesar do esforço de fiscalização e dos trabalhos de sensibilização para que motoristas não associem bebida e volante, no ano passado, 55 condutores foram flagrados dirigindo embriagados nas rodovias do estado de São Paulo durante o feriado de carnaval; destes, quatro foram presos. Ao todo, 3.359 motoristas realizaram o teste do bafômetro no período.

Efeitos do álcool no organismo

O álcool é uma substância psicoativa com um número elevado e variado de efeitos no organismo e, por isso, sua combinação com a direção pode ser fatal. A quantidade e as circunstâncias do consumo determinam a duração de seus efeitos. “Por esse motivo, a legislação tem se tornado mais rigorosa e específica e inúmeras campanhas de conscientização e fiscalização estão sendo realizadas”, afirma Campos.

De acordo com relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) 15% das mortes mundiais decorrentes de acidentes de trânsito em 2012 estão relacionadas ao álcool. O mesmo documento estima que 18% e 5,2% dos acidentes de trânsito entre homens e mulheres, respectivamente, no Brasil foram causados pelo uso de bebidas alcoólicas.

As informações são da Assessoria de Imprensa

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *