Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

26 de fevereiro de 2024

Projeções 2024: vendas de carros híbridos e carros elétricos no Brasil devem aumentar em 61% 

Com uma performance marcante no mercado de vendas ao longo de 2023, o carros elétricos devem apresentar um crescimento de mais de 60% em 2024 no Brasil


Por Accio Comunicação Publicado 30/12/2023 às 13h30
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Com uma performance relevante durante o 1º semestre de 2023, a comercialização de veículos elétricos no Brasil tem chamado a atenção. De acordo com Associação Brasileira do Veículo Elétrico – ABVE, mais de 32 mil emplacamentos de carros elétricos leves foram registrados no Brasil nos primeiros seis meses do ano.  

De acordo com dados divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores – ANFAVEA, em 2023, o emplacamento de veículos eletrificados foi um dos grandes destaques.  

Os carros híbridos apresentaram um crescimento de 73,6%, em relação a 2022 e os carros elétricos, 15,2% (considerando automóveis e comerciais leves). Isso representou 89 mil unidades emplacadas disponibilizadas no país. 

Isso demonstra que o mercado de venda de carros elétricos está aquecido e as projeções para 2024 se mantém bastante promissoras. 

Entretanto, apesar desses dados, vale ressaltar que a produção automobilística ficou estável em 2023. Para a ANFAVEA, esse comportamento se justifica devido à queda nas exportações e o aumento relevante nas importações. 

Tabela de projeções ANFAVEA para 2024
Fonte: relatório ANFAVEA 2023

De acordo com as previsões da Associação, as vendas de carros elétricos podem chegar a 24.100 unidades em 2024. Já os carros híbridos devem contabilizar 117.900 unidades vendidas segundo projeções.

Outro dado interessante em relação ao mercado de “veículos verdes” é a chegada de novos fabricantes no Brasil. Além da instalação nacional da BYD e da Great Wall Motors, há perspectivas sobre a produção de veículos híbridos nacionais de marcas já instaladas no país. 

Confira os 3 carros elétricos mais baratos do Brasil 

Com uma grande variedade de modelos, que vão de carros compactos a SUVs, se você está disposto a investir R$120 mil em um carro elétrico, esses são os 3 modelos mais baratos do Brasil

1- Caoa Chery ICar (R$119.990) 

Compacto e com um design cheio de estilo, esse ICar possui 61 cv, torque de 15,3 kgfm e uma bateria de 30,8 kWh, que oferece uma autonomia de 282 km. Segundo dados do Inmetro, esse carro elétrico pode recuperar a carga da bateria em 36 min. desde que conectado a carregadores de 50 kW.  

Vista lateral frontal do Caoa Chery iCar
Foto: divulgação Caoa Chery

Além disso, o Caoa Chery ICar possui diversos itens internos que o valorizam, como volante multifuncional, bancos de alta qualidade, câmara traseira, carregador por indução e teto solar panorâmico.   

Pontos negativos: pouco espaço interno e de porta-malas, e central multimídia sem conexão com sistemas Android Auto ou Apple CarPlay. 

2- JAC E-JS1 (R$ 126.900)  

Também compacto, o JAC E-JS1 se destaca por oferecer um melhor espaço interno do seu “rival”, o Caoa Chery ICar.  

Vista frontal do JAC E-JS1
Foto: divulgação JAC

A capacidade do motor é bem similar, com o JAC entregando 62 cv e 15,3 kgfm, com o mesmo poder de torque que o ICar. Porém, com uma bateria de 30,2 kWh, o JAC oferece uma autonomia de 161 km (segundo o Inmetro). 

O JAC E-JS1 possui três modos de frenagem regenerativa e oferece uma condução bastante ágil. 

Ponto negativo: as suspensões. Testes indicaram que o veículo não se adapta tão bem as condições das ruas e autoestradas brasileiras. 

3- Renault Kwid E-Tech (R$ 139.990)  

O grande destaque do Kwid em comparação a Caoa e ao JAC é o espaço interno. Apesar de ter um acabamento mais simples, o Renault Kwid E-Tech consegue levar quatro passageiros com conforto. Outros destaques são a autonomia e a potência.  

Vista frontal do Renault Kwid E-Tech
Foto: divulgação Renault

Segundo o Inmetro, p Kwid possui uma bateria de 26,8 kWh e mesmo assim, rende 298 Km. O motor do Renault Kwid E-Tech possui 65 cv, porém, entrega um torque um pouco menor que os anteriores, com apenas 11,5 kgfm.  

Além disso, o modelo apresenta melhor desempenho da suspensão e uma boa sensibilidade dos pedais, melhor adaptados ao gosto dos condutores brasileiros. 

E você, já pensou em trocar o seu veículo a combustão por um híbrido ou elétrico? Já teve alguma experiência em conduzir um veículo eletrificado? Comenta aqui embaixo! 

Leia também no Portal do Trânsito:

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *