Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

Número de multas por dirigir sob efeito de álcool cresce 225% no Carnaval 2022


Por Mariana Czerwonka Publicado 07/03/2022 às 18h16 Atualizado 08/11/2022 às 21h14
Ouvir: 00:00

Mais de 2.500 pessoas receberam multa por dirigir sob efeito de álcool durante o Carnaval 2022. O número é 225% maior que o ano passado.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou o balanço da Operação Carnaval 2022 e um dado chamou a atenção negativamente. Durante o período da operação, o total de autos de infração realizados para motoristas por dirigir sob efeito de álcool aumentou 225% em relação ao ano passado, registrando 2.551 autos. No entanto, também houve um aumento de 950% testes de alcoolemia realizados: 78.958.

De acordo com a PRF, muitos foram os flagrantes de desrespeito às leis de trânsito durante este feriado nas rodovias federais em todo o país. “Dirigir sob efeito do álcool, não usar cinto de segurança, deixar de transportar as crianças com os corretos dispositivos de segurança e as ultrapassagens indevidas, aumentam significativamente o risco de acidentes, uma vez que todas as infrações estão diretamente ligadas à segurança viária”, informou o órgão.

Esse aumento no número de infrações registradas este ano refletiram também no aumento de 16% em acidentes graves, aumento de 6% de feridos e aumento de 18% em mortos em relação a 2021.

Conforme a PRF, esses números revelam que o motorista ainda precisa se conscientizar que é fundamental o respeito às leis para um trânsito seguro.

Outras infrações

Nos seis dias, 165.319 pessoas e 132.931 veículos foram fiscalizados, em todas as rodovias do país. Participaram da operação, que se iniciou no dia 25 de fevereiro e terminou no dia 02 de março, 16.800 policiais.

Durante o período, houve 77.832 autuações, representando um aumento de 8% em relação ao ano passado. Dentre elas, 10.921 foram por ultrapassagem, e 8.296 por condutores e passageiros que não utilizavam o cinto de segurança. Nesse sentido, ocorreu um aumento de 14% e 6%, respectivamente, em relação a 2021.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *