Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

Como o motorista de aplicativo pode se proteger do calor e da exposição ao sol? 

Confira algumas dicas de especialista para ficar mais protegido, tanto em dias de sol quanto em dias nublados


Por Accio Comunicação Publicado 14/02/2024 às 13h30
 Tempo de leitura estimado: 00:00
carro-em-uma-estrada-ensolarada
Foto: Freepik.

A exposição excessiva ao sol pode causar sérios problemas à saúde. Para quem atua como motorista profissional ou motorista de aplicativo, a situação pode ser um pouco mais complicada. Isso porque, além da atenção e do cuidado com os passageiros (ou com a carga que transportam), eles devem ficar atentos com a saúde da pele.  

De acordo com a Dra. Marcela Lima, especialista em Fisioterapia Dermatofuncional, deixar de usar protetor solar pode trazer diversas consequências.  

“O melanoma (câncer de pele) está entre as principais consequências, além de queimaduras e fotoenvelhecimento. Uma pele desprotegida pode sofrer queimaduras e ficar mais sensível”, destaca.  

O melanoma, por exemplo, se caracteriza pelo aparecimento de manchas marrons na pele. Já a fitofotodermatose é um quadro em que a pessoa desenvolve manchas a partir de contato com frutas cítricas, como limão, por exemplo, e depois ficar com a pele exposta ao sol. Vale ressaltar que peles mais claras podem ser ainda mais sensíveis a exposição ao sol. 

Outro quadro dermatológico apontado pela Dra. Marcela é a queratose, que é quando desenvolvemos feridas vermelhas na pele devido a exposição ao sol. De acordo com a especialista, esse é um dos principais motivos que levam as pessoas a procurar um dermatologista.  

E o cuidado não é exagero. O câncer de pele, por exemplo, responde por 33% dos diagnósticos de câncer no Brasil, segundo – Instituto Nacional do Câncer- INCA. A cada ano são registrados 185 mil novos casos. 

A Dra. Marcela ressalta que quadros de queratose, por exemplo, tem em torno de 20% de chance de evoluir para um câncer de pele. 

Como o motorista pode se proteger do sol? 

dirigindo-o-homem-olhando-na-estrada
Foto: Freepik.

De acordo com a Dra. Marcela, há várias maneiras de se proteger. “Em primeiro lugar, o uso de protetor solar é indispensável com FPS de 50 no mínimo. Vale ressaltar que o uso de filtro solar vale para os dias nublados e chuvosos também”.  

Outra dica é usar luvas e camisas de mangas longas com proteção UV. “Óculos de sol é outro item indispensável. O uso de películas e insulfilmes também ajudam a filtrar o sol”, finaliza a especialista.  

E você, mantém o cuidado com a pele em dias de sol ou nublado? Conte para nós aqui embaixo, nos comentários!  

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *