Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

21 de junho de 2024

Saiba como burlar o enjoo na hora de viajar 

Conheça também as principais causas de enjoo em viagens na estrada e como minimizar os seus efeitos


Por Accio Comunicação Publicado 17/05/2024 às 15h00
Ouvir: 00:00
Pessoa com a cabeça encostada na janela do carro
Foto: Freepik.

Você já sentiu algum tipo de enjoo na hora de viajar? Náuseas e enjoos são quadros que podem ocorrer com qualquer pessoa tanto em viagens de carros, ônibus, van, caminhão, como em passeios de barco (ou em navios), viagens de avião e até mesmo em jogos de realidade virtual (enjoo cibernético).  

Além de fatores relacionados a estabilidade postural (falta de equilíbrio e relação sensorial do indivíduo com o ambiente), fatores genéticos também podem influenciar no quanto uma pessoa pode sentir enjoo na hora de viajar.  

Um estudo realizado em 2015, pela empresa de testes de DNA 23andme, identificou 413 marcadores genéticos (muitos relacionados ao equilíbrio ou ao desenvolvimento ocular, auditivo e craniano) que podem predispor geneticamente uma pessoa ao enjoo. O estudo contou com 480 mil participantes que eram clientes da empresa na época (fonte: National Geographic Brasil).

Quais os sintomas mais comuns de enjoo na hora de viajar? 

Uma das sensações mais comuns é um mal-estar geral, que pode fazer a pessoa suar, ficar tonta ou sentir desconforto no estômago (sensação de “borboletas” no estômago). Além disso, algumas pessoas sentem náuseas e dores de cabeça. Vale ressaltar que essas sensações possuem nome clínico: Cinetose. Ou seja, enjoo do movimento (motion sickness). 

Sentir enjoo na hora de viajar também pode significar que o seu organismo possui algum tipo de distúrbio, em especial no sistema vestibular. Apesar do nome, esse sistema não tem relação com testes educacionais. 

Em resumo, o sistema vestibular é responsável pelo nosso equilíbrio e é constituído por três componentes* (*HERDMAN, 2002):  

  1. Um sistema sensorial periférico (aparelho vestibular); 
  1. Um processador central (cerebelo e núcleos vestibulares); 
  1. E um mecanismo de resposta motora, (neurônios motores relacionados aos movimentos oculares e ajustes posturais). 

Ou seja, qualquer disfunção em um desses sistemas por fazer com que você sinta enjoo na hora de viajar. 

Como minimizar o enjoo na hora de viajar? 

Pessoa dirigindo o carro
Foto: Freepik.

Em primeiro lugar, evitar refeições pesadas e alimentos muito gordurosos (como lasanha, churrasco, feijoada, etc.) ou de difícil digestão (doces, bolos ou carnes vermelhas, por exemplo) pode ajudar a combater enjoos durante uma viagem. 

Outro ponto que colabora bastante é a boa hidratação. Por isso, tenha sempre água potável disponível durante uma viagem. Usar roupas leves e confortáveis também contribui para ter uma boa viagem e diminuir a frequência de enjoos. Vale ressaltar que a boa ventilação no veículo também auxilia. 

Paradas técnicas, ou seja, aquelas pausas durante trajetos mais longos, também ajudam. Durante uma viagem de 8 horas, por exemplo, mapeie locais onde possa parar e ter um tempo para comer, beber, usar o banheiro, relaxar e se alongar um pouco.  

Promover um estado de relaxamento ao corpo ajuda a diminuir a ansiedade, que também é um fator ligado a enjoos. 

Outras recomendações são: 

  • Viajar de olhos fechados. 
  • Respirar de forma lenta e profundamente. 
  • Fixar o olhar em um ponto no horizonte. 
  • Evitar fumar ou consumir bebidas alcoólicas. 
  • E evitar ler, escrever ou utilizar o celular durante a viagem.   

E você, sabia dessas dicas para evitar o enjoo na hora de viajar?  

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *