Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

22 de julho de 2024

Recém-habilitado pode pegar rodovia?


Por Mariana Czerwonka Publicado 29/03/2022 às 11h15 Atualizado 08/11/2022 às 21h13
Ouvir: 00:00

Conforme o CTB, o recém-habilitado pode pegar rodovia. No entanto, deve estar atento aos cuidados para não correr riscos! Leia!

A resposta é muito simples de acordo com a legislação de trânsito: o recém-habilitado pode pegar rodovia. A questão é: ele deve fazer isso? O Portal do Trânsito foi atrás dessa resposta. Leia!

Conforme o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran/DF),  as rodovias são projetadas e regulamentadas para o desenvolvimento de velocidades atípicas das rodovias locais, podendo incorrer em sérios riscos aos condutores sem experiência e aos demais condutores que trafegam nas vias.

No entanto, segundo o órgão, é importante salientar que o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), não faz qualquer distinção entre habilitação provisória ou definitiva. A não ser em relação ao cometimento de infrações.

“As restrições que existem em relação ao condutor ainda permissionário (PPD) estão no fato deste não poder, durante o período de habilitação provisória (12 meses), cometer qualquer infração grave, gravíssima ou reincidência em infrações médias, sob pena de não obter a sua habilitação definitiva (CNH)”, explica o órgão.

Cuidados para condutor recém-habilitado pegar rodovia

Para Celso Mariano, especialista e diretor do Portal do Trânsito, dirigir em rodovias é um desafio que testa as habilidades dos condutores, inclusive os mais experientes.  “Sempre que as pessoas enfrentam um desafio sobre o qual têm consciência de suas limitações e dos riscos envolvidos, a segurança aumenta muito”, sinaliza.

Ainda de acordo com o especialista, dirigir é estar num ambiente onde todos os outros estão em constante movimento. Assim como, a quantidade de combinações possíveis resultante das atitudes de cada um dos elementos do trânsito exige o máximo das capacidades que um ser humano tem.

“Especialmente nesses momentos iniciais, quando ainda não tem muita experiência, é importante que o recém-habilitado siga à risca algumas recomendações. Por exemplo, ele deve estar bem, tanto física como emocionalmente. Além disso, veículo precisa estar em bom estado. Outro cuidado é selecionar o tanto quanto seja possível, horários e locais que ofereçam menos riscos, seja por terem menos movimento ou por estarem melhor estruturados”, orienta.

Outras dicas, conforme o especialista são:

  • Fazer aulas de reforço com o próprio instrutor onde fez o curso de formação;
  • Pegar dicas com pessoas próximas que já têm experiência em rodovia;
  • Reler os conceitos de direção defensiva;
  • Pegar a rodovia depois de ter feito uma organização mental do que vai fazer e do que vai enfrentar;
  • Planejar a viagem em todos os detalhes;
  • Se tiver opções de trajeto no deslocamento, dar preferência a horários e rodovias menos movimentadas.

Celso Mariano finaliza lembrando que como no processo de formação de condutores não há necessariamente aulas práticas em rodovias, a falta de experiência com certeza vai pesar muito para o condutor recém-habilitado. “No entanto, como a lei permite e ele está habilitado com sua PPD, é preciso levar em conta todos esses cuidados antes de tomar a decisão”, conclui.

Ouça o áudio completo do especialista.

[su_audio url=”https://www.portaldotransito.com.br/wp-content/uploads/2022/03/recem-habilitado.mp3″]

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *