Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

27 de fevereiro de 2024

Saiba mais sobre a história do metrô no Brasil  

Com milhões de passageiros ao dia, o metrô é uma das alternativas ao carro e ônibus


Por Accio Comunicação Publicado 07/01/2024 às 13h30
 Tempo de leitura estimado: 00:00
People waiting to board at Republica Metro (Subway) Station in Sao Paulo, Brazil
Foto: Governo de São Paulo.

Você considera o metrô uma boa alternativa de transporte coletivo para a sua cidade? Para entender algumas das vantagens e desvantagens deste meio de transporte, o Portal do Trânsito traz um pouco sobre a história do metrô.  

Diferente de ônibus ou bonde, esse sistema de transporte utiliza ferrovias elétricas que possuem vias exclusivas – sem acesso por pedestre ou outro veículo. Esta alternativa de transporte contribui para a diminuição do congestionamento às ruas e reduz as emissões de poluentes e combustíveis fósseis.

O metrô também pode propiciar uma melhor acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida e trazer uma economia de tempo ao transportar uma grande quantidade de pessoas por uma via alternativa.   

No entanto, é importante considerar que a eficácia pode variar de acordo com a infraestrutura da cidade, a extensão da rede, a densidade populacional e outros fatores locais.

Em algumas áreas, o metrô pode não ser tão desenvolvido ou conveniente, e outras opções de transporte público podem ser mais apropriadas.  

Diferentes sistemas

Existem atualmente diferentes tipos de linhas de metrô:  

  • Em anel;  
  • Em anel com linhas radiais;  
  • Linhas radiais; 
  • Linhas secantes;  
  • Malha ortogonal;  
  • Em cruz com linha comum; 
  • Linear; 
  • Com duplo cruzamento;  
  • E por fim, em cruz com estação comum. 

Alguns metrôs utilizam sistemas de pneus de borracha guiados, levitação magnética ou monotrilho. Parcialmente subterrâneo, o primeiro metrô no mundo foi inaugurado em 1863, localizado em Londres (Reino Unido). 

No Brasil, as linhas de metrôs estão localizadas em 8 capitais. Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e em São Paulo (SP). A cidade de São Paulo possui a maior extensão de linhas de metrô: 104,4 km.  

De acordo com a Companhia do Metropolitano de São Paulo, são 5 milhões de passageiros diariamente, em 91 estações.  

Qual foi o primeiro metrô no Brasil?

ccr-novos-trens-5-de-61

Foto: Governo Federal/CCR.  

O primeiro metrô do Brasil surgiu por meio da lei nº 6.988/66, que resultou na criação da Companhia do Metropolitano de São Paulo. Vale ressaltar que o Governo de São Paulo possui o controle da estatal. De fato, a primeira linha ocorreu apenas em 1974.  

Já na cidade do Rio de Janeiro, o metrô surgiu cinco anos mais tarde, em 1979. Já em 1985 foram inauguradas as linhas de metrô em Recife e Porto Alegre. Logo depois, em 1986, foi a vez de Belo Horizonte.  

Por fim, em 2001 Brasília inaugurou um metrô para chamar de seu. Depois vieram o metrô de Fortaleza (2012) e Salvador (2014).  

Você sabia dessa história? Como funciona o metrô na sua cidade? Conte para nós aqui embaixo!

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *