Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

Teste seus conhecimentos quanto à sinalização de trânsito 

Você consegue identificar as diferenças entre 5 placas de trânsito usadas para orientar e advertir condutores e pedestres? 


Por Accio Comunicação Publicado 22/04/2024 às 13h30
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Quem nunca confundiu ou, até mesmo, não soube identificar o significado de algumas placas de trânsito? Se você, condutor ou pedestre, se identificou, não se preocupe! Preparamos esse conteúdo especial para ajudar você a entender mais sobre a sinalização de trânsito. 

Antes de diferenciar as placas é preciso ter em mente que o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) aponta, nos artigos (1º, 72 e 73), os direitos e deveres do cidadão quanto à sinalização.  

Todos temos o direito a vias sinalizadas e seguras, da mesma forma que devemos “conhecer, proteger, respeitar e obedecer a sinalização”.  

Como se divide a sinalização de trânsito? 

Para começar, vamos entender a classificação da sinalização de trânsito. O CTB divide as sinalizações em sete categorias: 

  1. Sinalização Vertical 
  2. Sinalização horizontal 
  3. Dispositivos auxiliares 
  4. Sinalização semafórica 
  5. Sinalização de obras 
  6. Gestos 
  7. Sinais sonoros

Tendo em mente que as sinalizações visam regulamentar, advertir e informar, o Portal do Trânsito separou 10 conjuntos de placas que possuem similaridades, mas que comumente são confundidos pelo condutor ou pedestre. 

Essa é uma boa maneira para testar sua memória e rever as normas de trânsito, evitando assim penalidades ou medidas administrativas. 

1- Conversões à direita e à esquerda 

Conversão ou curva em "S". Você sabe a diferença
Você sabe a diferença? (foto: DETRAN)

 
Estes dois pares de placas de advertência, podem gerar um “nó na cabeça”, pois são bastante similares quanto a aparência da sinalização.  

As duas primeiras, consideradas sinalização de perigo à vista, pois as setas apontam que há uma curva acentuada em “S” a frente (à esquerda ou à direita, dependendo do trecho). 

Já o segundo conjunto de placas serve para auxiliar o condutor sobre à quantidade de curvas no decorrer do trajeto. Ou seja, se você estivesse dirigindo e visualizasse uma dessas placas de trânsito, passaria por duas curvas sucessivas (à esquerda ou à direita, dependendo do trecho).  

2- Derrapagem ou desmoronamento?  

placas de advertencia

Você consegue decifrar essas duas imagens? Se você as classificou como “situação de risco eventual”, quer dizer que seus conhecimentos com sinalização de trânsito estão em dia.  

A placa da esquerda orienta o condutor sobre a existência de trecho onde pode ocorrer derrapagem ou a projeção de cascalho. Já a placa da direita, alerta para áreas que estão sujeitas a desmoronamento

3- Vai acampar? Sabe onde pode estacionar ou montar sua barraca?

atrativos turisticos

 
 
Apesar de não apresentarem grandes similaridades, essas duas placas azuis podem não ser tão óbvias. Esses são dois exemplos de placas de atrativos turísticos.   
 
Se você for “motorista de primeira viagem”, talvez ainda não tenha visto essas sinalizações. A primeira, à esquerda, com um desenho de uma barraca, indica de área de campismo. Já a segunda, à direita, sinaliza uma área para estacionamento de trailers

4- Não estou entendendo, “seu guarda” 

Gestos do guarda de trânsito
Gestos do agente de trânsito (foto: DETRAN)

Seguindo no desafio, quando se trata de gestos das autoridades de trânsito: você sabe que se essa sinalização possui prioridade diante das demais?  

Nestes exemplos, o primeiro (à esquerda) traz a ordem de parada para todos os veículos. Porém, o segundo (à direita), sinaliza um movimento realizado pelo agente com a palma da mão voltada para trás e representa a ordem de seguir em frente.  

5- Pode passar, aguarde ou estou com problemas? 

gestos do condutor
Saberia dizer o que significam esses gestos do condutor? (foto: DETRAN)

Dando sequência aos gestos, esse tipo de sinalização de trânsito é realizado por condutores. O objetivo desses gestos é propiciar segurança nas vias. 

Dentre os três sinais mais comuns, estão: conversão à esquerda (primeiro desenho à esquerda), conversão à direita e redução ou parada. 

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *