Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

04 de março de 2024

Como é realizada a limpeza em um ônibus urbano?  

O Portal do Trânsito visitou uma empresa e detalha para você todo o processo de limpeza em ônibus urbano


Por Accio Comunicação Publicado 19/12/2023 às 13h30
 Tempo de leitura estimado: 00:00
20231201_142201-1

Foto: Pedro Lima.

Você sabe como funciona a lavagem e higienização de um ônibus urbano? O Portal do Trânsito visitou a Transporte Coletivo Glória, empresa que atende as linhas urbanas da região norte de Curitiba. Com 321 ônibus distribuídos nas três unidades da empresa, a Transporte Coletivo Glória faz parte do Consórcio Pontual.  

De acordo com Ewerton Luciano Trento Barz, coordenador da manutenção, cada colaborador do setor de limpeza é responsável por 15 a 16 ônibus.  

“Quando um veículo tem serviço de manutenção programado, ele passa primeiro em nosso setor e depois é encaminhado para a limpeza. Quando não, ele passa pelo abastecimento e vai direto para o pátio fazer a limpeza”, detalha.  

Durante o processo, o ônibus passa primeiro por uma lavagem externa, que inclui: pneus, borrachas, teto e vidro. No processo de lavagem interna, o ônibus tem piso, bancos, assoalho, balaústres, painel e escadas totalmente limpos.  

Os produtos, de acordo com a profissional da limpeza Elaine de Castro, são neutros. “A gente limpa o balaústre, painel, retira o lixo, tudo. Além disso, é limpo e higienizado o banco, elevador, teto, tudo o que precisar”, destaca Elaine. Antes, ocorre uma inspeção no ônibus para verificação de restos de sujeira e o que deve ser limpo/higienizado.    

Para se ter uma ideia, as linhas de ônibus em Curitiba e Região Metropolitana carregam mais de 1 milhão de passageiros ao dia. Os dados são da URBS (Urbanização de Curitiba).  

Qual o horário para lavar um ônibus urbano? 

20231201_142356-1

Foto: Pedro Lima.

De acordo com o Ewerton Barz, o processo de lavagem e higienização dos ônibus acontece em sua maior na parte da noite e madrugada. Além das linhas que atendem a população de dia, existe o chamado “madrugueiro”. Essas linhas atendem apenas de madrugada, nos mesmos bairros.  

O processo, ao longo do dia, acontece da seguinte forma: ônibus que saem por volta das 5h, retornam para a empresa 8h ou 9h da manhã. Se houver necessidade, o veículo é encaminhado para a manutenção e depois a lavagem. Do mesmo modo, o processo acontece com veículos que recolhem de tarde, noite e madrugada. 

Como foi higienizar ônibus durante a pandemia da Covid-19? 

20231201_142330

Foto: Pedro Lima/Portal do Trânsito.

A higienização e lavagem de ônibus, durante a pandemia da COVID-19, era em um processo diferente e ainda mais demorado. Segundo Ewerton Barz, a partir do momento que o veículo estacionava na garagem, acontecia a chamada “termonebulização”. O processo consistia em dedetizar os carros por até 15 minutos e, logo depois, enfim, iniciar a lavagem.  

“Você tinha que nebulizar o carro. Fechava-se todas as portas e deixava lá o produto funcionando por uns 10 a 15 minutos. Depois você entrava e fazia toda a limpeza de volta”, esclarece.  

Por fim, a termonebulização ainda acontece, porém contra baratas, insetos, etc. E você, sabia que a higienização de um ônibus acontece dessa forma? Comente aqui embaixo!  

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *